Inside the 20: neve, cenas lamentáveis e lesão

Inside the 20: neve, cenas lamentáveis e lesão
FacebookLinkedInTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Jogo na neve em Buffalo foi uma das atrações da rodada (Foto: Reprodução/Buffalo Bills)

Neve em NY, tiroteio na Califórnia e cenas lamentáveis na Flórida; confira o resumo da Semana 14 da NFL num tour pelos EUA

A vitória dolorosa – Eagles 43 @ 35 Rams

Quase todos os olhos da NFL estavam para o jogo na Califórnia. E foi aquilo que se esperava de dois dos melhores ataques da liga: um tiroteio ofensivo. Porém todo o hype criado para o duelo dos ataques comandados pelas duas primeiras escolhas do Draft de 2016 foi embora quando Carson Wentz se machucou no terceiro período.

O placar marcava 28 a 24 para os Rams quando Wentz correu para end zone e bateu seu joelho contra dois defensores adversários. Por conta de falta, a jogada voltou. Wentz ainda ficou em campo e lançou um TD para Alshon Jeffery virar o jogo numa quarta descida. Só aí que o QB foi para o vestiário e ficou fora do resto da partida. Nesta segunda-feira (11) o que era temido foi confirmado, Carson Wentz sofreu uma ruptura de ligamentos no joelho e está fora da temporada.

carson-wentz-philadelphia-eagles

Wentz rompeu o ACL do joelho e está fora da temporada (Foto: Mark J. Terrill/AP)

Nick Foles entrou e comandou a virada final dos Eagles. A grande partida, o belo desempenho dos ataques, o brilho de Torrey Smith, Todd Gurley, Cooper Kupp e etc ficou em segundo plano. Vitória com o coração partido em que o torcedor dos Eagles preferia perder o jogo e continuar com seu franchise quarterback saudável.

Só faltou um cachorro entrar em campo – Seahawks 24 @ 30 Jaguars

Enquanto muita gente acompanhava o duelo do outro lado dos Estados Unidos, na costa leste também tinha jogo bom. Teve de tudo na Flórida: big plays, interceptação, partida sem turnover de Blake Bortles, show de Russell Wilson no quarto período, e claro, cenas lamentáveis. Um clima de Libertadores em pleno EverBank Field.

As defesas mostraram porque são duas das melhores da NFL e o placar foi 3 a 0 para os Jaguars, já que a bruxa de Blair Walsh errou mais um field goal. Na volta os ataques desembestaram. Muitas big plays, turnovers e quatro TDs (sendo três dos Jaguars) no terceiro quarto.

O último quarto começou com a vantagem de 27 a 10 para Jacksonville. Russell Wilson, que já havia sido interceptado três vezes, começou seu show particular do último período e lançou duas bombas para TDs. Por incrível que pareça, Blake Bortles manteve a compostura e completou diversos passes para gastar relógio, ajudado também por belas corridas de Leonard Fournette.

quinton-jefferson-seattle-seahawks

Se Jefferson fosse um pouco mais leve, teria subido nas arquibancadas (Foto: Stephen B. Morton/AP)

Frustrado por não evitar as descidas que mataram o cronômetro, os jogadores dos Seahawks perderam a cabeça na formação da vitória adversária. Após muita treta em duas tentativas de ajoelhada de Bortles, Sheldon Richardson e Quinton Jefferson foram excluídos da partida. Jefferson foi bater boca com torcedores dos Jaguars e alguns deles tacaram objetos no jogador. O defensive tackle de Seattle tentou subir na arquibancada, mas foi impedido por seguranças.

Depois do jogo, Blake Bortles disse que muita gente não está acostumada a ser batida pelos Jaguars. Ainda mais sendo dominados por 60 minutos. Tomar um baile de Bortles fora e dentro de campo é para poucos. Guardem esse momento, porque dificilmente veremos de novo. Se esses times não se enfrentassem apenas de quatro em quatro anos, poderia ter sido um belo passo para uma rivalidade quente. Seattle, obviamente, sofreu com lesões. Nem Bobby Wagner e nem K.J. Wright terminaram a partida.

O tradicional jogo na neve de Buffalo em dezembro – Colts 7 @ 13 Bills

A primeira coisa que um time olha quando sabe que vai enfrentar os Bills em Buffalo numa temporada é a época. Se for em dezembro, uma lágrima deve escorrer do rosto dos envolvidos. Quem deu azar dessa vez foi o Indianapolis Colts, que saiu de seu confortável estádio coberto para enfrentar uma nevasca das fortes.

As condições até o intervalo eram provavelmente as piores já vistas em um jogo com neve na história da NFL. O retorno da partida era até questionável. Só assim para Adam Vinatieri errar dois FGs no mesmo jogo, mas mesmo assim ele guardou um extra point de 43 jardas praticamente de “trivela”. Na prorrogação, LeSean McCoy mostrou que jogo na neve é com ele e marcou o TD da vitória.

LeSean McCoy: o abominável homem das neves (Foto: Jeffrey T. Barnes/AP)

Os times combinaram para 38 tentativas de passe e 97 corridas. A neve estava tão alta que parecia futebol americano de areia/praia. É um jogo totalmente diferente e bem divertido. Recomendo verem os highlights e tentarem entender como os caras conseguem jogar de “manga curta” naquelas condições.

Inside the 20 – Resumo da rodada

Ravens 38 @ 39 Steelers

Big Ben lançou para mais de 500 jardas, Brown recebeu mais de 200, Bell combinou para mais de 100 e Boswell ganhou mais um jogo com um FG. Num jogo cheio de reviravoltas, Pittsburgh riu por último num grande duelo contra os Ravens. Baltimore contou com boas atuações de Alex Collins e Joe Flacco, mas a campanha final para tentar chutar um FG foi desastrosa.

Vikings 24 @ 31 Panthers

Minnesota cometeu três turnovers e errou um field goal fora de casa contra um bom time e mesmo assim quase venceu. Essa é a fase sensacional que vivem os Vikings. Os Panthers novamente não tiveram ataque aéreo, mas o time tem vencido por conta do poderio terrestre. Jonathan Stewart roubou a cena com 103 jardas e 3 TDs.

Packers 27 @ 21 Browns

Com muito sufoco, Green Bay sobreviveu sem Aaron Rodgers. Mesmo com 3 touchdowns de DeShone Kizer, Cleveland conseguiu tomar o empate nos últimos segundos e perder na prorrogação. Brett Hundley também lançou 3 TDs, sendo 2 para Davante Adams. Agora Rodgers tem 1-7 na prorrogação, Hundley tem 2-0. Números são traiçoeiros…

Patriots 20 @ 27 Dolphins

Tom Brady esteve irreconhecível. Nenhuma terceira descida convertida e 3 interceptações. Do outro lado, Jay “rei do primetime” Cutler detonou com 263 jardas e 3 TDs. Kenyan Drake fez todo torcedor de Miami se perguntar “quem é Jay Ajayi mesmo?” ao combinar para quase 200 jardas. A defesa dos Dolphins pressionou Brady o jogo todo, enquanto a linha ofensiva deixou um pocket limpo e tranquilo para Cutler. Se Miami jogasse assim toda semana, a AFC Leste seria bem mais equilibrada. Numa mesma rodada, tivemos Bortles dominando os Seahawks e Cutler destruindo os Patriots. Por mais que tentemos prever, a NFL é muito imprevisível ainda.

FacebookLinkedInTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Vinícius Mathias

Vinícius Mathias

Jornalista e ala-armador nas horas vagas. Sofre nas ligas americanas com Timberwolves, Jaguars, Sharks e Angels. Se arrepende por não ter escolhido o Seahawks. Chelsea e Alemanha trazem felicidade no futebol, pelo menos. Fã de Aaron Rodgers, Jimmie Johnson, Kevin Garnett, Kimi Räikkönen e de uma Heineken bem gelada.



Related Articles

Busca por quarterbacks rouba a cena no Draft 2017 da NFL

Acho que nem Trubisky esperava ir para Chicago Foto: Elsa/Getty Images Troca inesperada por Trubisky, Texans e Chiefs com novos

Especial NFL – Mock Draft 2017 (Parte II)

Ah, o Draft da NFL! O momento tão aguardado por muitos. Hora de saber o que os times vão fazer com

NFL – Análise da temporada: Minnesota Vikings

Vikings visitando seu maior rival, Green Bay Packers, no Lambeau Field (Foto: Reprodução/Minnesota Vikings) Casa nova, mas inconstância antiga e

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido