Celtics viram sobre Warriors e alcançam 14ª vitória seguida

Celtics viram sobre Warriors e alcançam 14ª vitória seguida
FacebookLinkedInTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Kyrie Irving não teve uma noite inspirada, mas foi decisivo no último período (Foto: Getty Images)

No duelo de séries invictas, defesa de Boston se sobressai e encerra sequência de 7 vitórias de Golden State

No confronto mais esperado da semana, o Boston Celtics recebeu o Golden State Warrios em sua casa, no TD Garden. O duelo teve um gosto especial por botar frente a frente as duas maiores invencibilidades da atual temporada – os mandantes com 13 vitórias seguidas e os visitantes com 7. Além disso, opôs a melhor defesa contra o melhor ataque da liga até o momento.

Boston tinha a difícil missão de parar o trio de Oakland formado por Kevin Durant, Steph Curry e Klay Thompson. E conseguiu cumpri-la com perfeição. Com cerca de 117 pontos de média por partida na atual campanha, Golden State esbarrou na defesa arrumada dos Celtics e não conseguiu nem alcançar a marca de 90 pontos – foi apenas a 2ª vez que os Warriors ficaram abaixo de 100 pontos na temporada.

Destaque do jogo, Jaylen Brown teve uma noite iluminada e foi fundamental na recuperação de Boston, que chegou a estar perdendo por 17 pontos de diferença durante o 3º período. Após a partida, o ala ,muito emocionado, contou aos repórteres que jogou em homenagem a família de seu melhor amigo, Trevin Steede, falecido no dia anterior. Em situação bastante semelhante à vivida por Isaiah Thomas – que acabou jogando após a morte da irmã durante os playoffs do ano passado –, Brown intensificou seu jogo e foi a estrela da equipe na noite de quinta-feira.

jaylen-brown-abraca-kyrie-irving-celtics-x-warriors

Jaylen Brown recebe o conforto de Kyrie Irving após grande exibição contra os Warriors (Foto: Michael Dwyer/AP Photo)

Jaylen Brown iluminado

O jogo começou equilibrado com Boston tendo ligeira vantagem nos primeiros 4 minutos. Porém, a marcação apertada dos Warriors castigou os donos da casa, que enfrentaram muitas dificuldades na criação de jogadas. Jaylen Brown já se destacava ao roubar a bola de Stephen Curry e fazer uma cravada digna do torneio de enterradas. Com isso, a velocidade do jogo aumentou, mas os Celtics continuavam errando na finalização e Golden State se aproveitou disso para ampliar sua vantagem para 10 pontos (28 a 18).

Jayson Tatum, apagado, pouco ajudava. Ainda assim, os mandantes começaram o 2º quarto melhor e voltaram a encostar no placar. Entretanto, mais uma vez o time californiano demonstrou ímpeto, impôs uma sequência de 12 pontos sem deixar Boston pontuar por cerca de 4 minutos. Eis que Jaylen Brown aparece novamente, e com muita raça converte 5 pontos seguidos e um toco em Klay Thompson para manter sua equipe viva na partida (47 a 42).

Na volta do intervalo, os Celtics continuavam com muitas dificuldades na infiltração. Até trabalhavam bem o pick-and-roll, porém não encontravam espaço para finalizar no garrafão. Com isso, os jogadores se viam obrigados a passar a bola – e hesitavam na hora do chute. Do outro lado, Stephen Curry acabou cometendo sua 4ª falta e foi para o banco. Ainda assim, a vantagem dos visitantes só cresceu, chegando até os 17 pontos de diferença. Liderados por Brown, que arrancou 8 pontos seguidos, Boston conseguiu uma grande reação – 16 a 0 em 3 minutos – para alcançar o empate no fim do período (68 a 68).

No último quarto, as equipes permaneceram trocando poucas cestas. O 2º acerto de 3 de Curry colocou os Warriors com uma ligeira vantagem de 4 pontos. Contudo, Kyrie Irving foi decisivo mais uma vez. O armador foi responsável por 11 pontos dos 24 de sua equipe no período. Com 14 segundos no relógio, Kevin Durant errou o arremesso de tentativa de empate. Horford pegou o rebote, Tatum sofreu a falta e converteu os dois lances livres. Ainda houve tempo para Curry e Thompson tentarem arremessos de 3, mas ambos erraram. Vitória dos Celtics (88 a 92).

Destaques

O homem do jogo foi Jaylen Brown, que anotou 22 pontos, pegou 7 rebotes e distribuiu dois tocos importantes. O pivô Al Horford também foi bem e encerrou a partida com um duplo-duplo (18 pontos e 11 rebotes).

Kyrie Irving e Jayson Tatum não tiveram noites inspiradas, mas cresceram no último período e foram importantes para a vitória. O primeiro terminou com 16 pontos, 6 assistências e 5 rebotes, enquanto o segundo marcou 12 pontos.

Pelo lado dos Warriors, Kevin Durant conseguiu ser o cestinha da partida com 24 pontos marcados. Porém, além dele, apenas Klay Thompson com 13 e Draymond Green com 11, passaram dos dois dígitos na pontuação.

Com a mão descalibrada e sofrendo com a marcação pesada, Steph Curry foi o principal destaque negativo. Com somente 9 pontos e um aproveitamento fraco – 3 acertos em 14 arremessos –, o armador deixou a desejar no duelo.

Já do lado dos celtas, Marcus Smart teve um atuação inusitada. O reserva foi importantíssimo na defesa com uma marcação incessante em Curry e conquistou rebotes importantes para sua equipe. Entretanto, na parte ofensiva, Smart teve um desempenho pífio. Não acertou nenhum arremesso dos 7 que tentou, terminou a partida com 31 minutos jogados e apenas 1 ponto, cometeu 3 turnovers – o último resultou em uma bola de 3 pontos de Klay Thompson que virou o jogo para os Warriors restando pouco mais de 1 minuto no placar – e ainda conseguiu produzir um lance bizarro, onde causou interferência ofensiva em uma brilhante jogada de Kyrie Irving.

Catch-and-Shoot

:: Rockets x Suns: sem nenhuma dificuldade, o Houston Rockets atropelou o Phoenix Suns com mais uma atuação de gala de James Harden. O Barba foi o cestinha da partida com incríveis 48 pontos marcados e também 7 assistências. Todos os titulares de Houston, além dos reservas Eric Gordon e Nenê Hilário, alcançaram dígitos duplos na pontuação. O brasileiro esteve 15 minutos em quadra e terminou a partida com 10 pontos.

Do lado dos Suns, os destaques foram o recém chegado Greg Monroe, que atingiu um duplo-duplo com 20 pontos e 11 rebotes, o ala-armador Devin Booker com 18 pontos e 10 assistências e o reserva Troy Daniels – cestinha de Phoenix – com 23 pontos.

FacebookLinkedInTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Felipe Coelho

Felipe Coelho

Apaixonado por esportes e por redação desde pequeno, demorou a perceber que poderia unir essas duas paixões como forma de viver e se expressar. Se jogou de cabeça relativamente tarde no basquete, mas a partir daí não parou mais. Até se esforça na hora da pelada, mas a habilidade só existe nos videogames mesmo. Nerd de carteirinha, coleciona milhares de horas na Steam. Football Manager player since 2005.



Related Articles

Durant faz 33, Warriors vencem fora de casa e abrem 3 a 0 na série

Ala fez 19 dos seus 33 pontos somente no terceiro quarto (Foto:Mark Sobhani/NBAE via Getty Images) Ainda sem Kawhi Leonard,

Celtics vencem jogo 7 e avançam para as finais de conferência contra Cavs

Voa Olynyk! (Foto: Brian Babineau/NBAE via Getty Images)  Kelly Olynyk foi a grande surpresa da noite. Com papel fundamental no

Desculpem o transtorno, mas precisamos falar sobre Devin Booker

Foto: Booker em ação pelos Suns (Créditos: Barry Gossage/NBAE) Ala-armador do Phoenix Suns tem atuação histórica diante dos Celtics de Isaiah

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido