Meu Fluminense, escuta teu povo!

Meu Fluminense, escuta teu povo!
FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Tricolor carioca chega à décima colocação e respira (Foto: Agência Estado)

Fluminense faz o dever de casa, joga bem e derrota o São Paulo; tudo em busca da estabilidade

“Meu Coração Acelera / Vendo o Maraca Cantar / Meu Fluminense Escuta Teu Povo / Que Veio te Apoiar…”

A letra apaixonante da torcida do Fluzão não mente: o torcedor apoia, vibra, se emociona, mas também quer ser ouvido, participar do que rola dentro e fora das quatro linhas. A vitória de ontem diante do São Paulo, logo após o fim do jejum na partida contra o Avaí, foi uma amostra do que pode acontecer quando o raciocínio de todos se une – e passa a se concretizar nas ações de um treinador tão prestigiado.

O jogo

Abel Braga e seus comandados passaram e nos ouvir melhor. Isso é ótimo, porque sempre é bom contar com o respaldo da torcida, seja para aliviar os maus resultados ou confirmar os bons. Ser um técnico teimoso é trazer para si a angústia de morar no fio da navalha, ao invés do entusiasmo de um bom ambiente.

O professor deve ter pensado: “Bom, se vamos quebrar a cara, vamos quebrar juntos?”. E trouxe o espírito guerreiro de volta, passo a passo. Até porque, voltamos a contar com o maior ícone do que é ser um guerreiro tricolor na última década. Gum é, afinal, o moço que permaneceu no elenco após o fim da época das vacas gordas – e vendo sua sintonia com a torcida (quem diria…), podemos ter a tranquilidade de deixar para lá figuras como Nogueira e Renato Chaves.

Também valeu a aposta em Robinho – não aquele das pedaladas, que no jogo do Galo contra a Chape, tentou menosprezar um jogador adversário. O nosso Robinho sofreu o pênalti e cobrou, para marcar seu primeiro gol com a camisa tricolor. A missão de preencher o espaço de Richarlison, hoje no Watford, é difícil, mas a sua participação nesse jogo foi fundamental para que ele pudesse adquirir confiança e se desenvolver.

robinho-fluminense-x-sao-paulo

Único Robinho possível (Foto: Delmiro Júnior/ Lance!)

Quem também teve uma missão ingrata de substituição foi Henrique Dourado. Vocês se lembram que ele veio para o lugar de Fred? Vocês se lembram da cobrança lá do início, principalmente pelo dinheiro que foi gasto e o rendimento que não vinha? Hoje, Dourado é artilheiro dos pênaltis, do campeonato, do universo. Com o gol de ontem, chegou a 30 na temporada, faltando apenas quatro para igualar o desempenho de Fred no ano de 2011.

A discussão sobre o Scarpa ter cometido falta ou não no Rodrigo “FairPlay” Caio está em aberto, mas isso é o de menos para falar do camisa 10, que jogou muito. Já Sornoza se parece muito com o herói do título da Sul-Americana, aquele que ainda nos fará ouvir muitas vezes os narradores falarem seu nome, tentando imitar um sotaque castelhano.

Empolgações à parte, a questão é: o Fluminense está deixando de ser apático, está jogando com qualidade e os resultados que estão vindo são mera consequência disso. Mesmo goleando o time não deixa de pressionar, ir pra cima. Tem combustível melhor que esse para inflamar a torcida? Talvez só os ingressos mais baratos, que ajudam a trazer um público relativamente razoável para uma quarta-feira à noite.

Agora é hora de concentrar: são 38 pontos na tabela. Faltam apenas oito para escaparmos do karma de ter que pagar a série B. Isso mesmo, 46 pontos (os matemáticos falam 45, mas o Coritiba caiu em 2009 com essa pontuação. É raro mas acontece, então temos que somar 46). Já o São Paulo se afunda, e dependendo dos resultados de hoje, pode parar na zona da degola. Em um Brasileirão onde todas as torcidas, do líder ao lanterna, parecem estar revoltadas, a do Fluminense pode finalmente cantar feliz.

meu-fluminense-escuta-teu-povo

Torcida chata, mas que dá aula (Foto: André Júnior)

Olhando à frente

No domingo o Fluminense vai à Chapecó encarar o Verdão d’Oeste. Um confronto direto, já que ambos estão próximos na tabela e brigam, ainda que remotamente, por uma vaga na Libertadores. Vaga essa que, no caso do Flu, pode vir através do titulo da Sula – aliás, dia 25 tem clássico contra o Flamengo pela competição, e a ansiedade começa a aparecer.

FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Will Bento

Will Bento

O garoto que narra e comenta suas próprias partidas no videogame agora é jornalista. Torcedor do Fluminense, nasci no ano do tetra e me apaixonei por futebol no ano do penta. Gonçalense de criação de coração. Ser campeão é detalhe, o importante é ser feliz.



Related Articles

Empate despreocupado

Danielzinho aproveita chance dada por Abel Braga e pode ganhar destaque na temporada (Foto:  Nelson Perez/Fluminense FC) Com todos os

Assistimos bestializados

Marcos Júnior fez o de sempre, com sua dedicação inversamente proporcional à sua qualidade técnica (Foto: Marcos Ribolli) Após sofrer

Empate morno, morno

Bastante criticado, zagueiro Reginaldo marca o gol que garantiu o empate ao tricolor das Laranjeiras (Foto: Nelson Perez/Fluminense FC) Tricolor

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido