Messi: un Dios argentino

Messi: un Dios argentino
FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Devemos agradecer por podermos presenciar o divino futebol de Lionel Messi (Foto: Rodrigo Buendia/AFP)

O fim do drama argentino, há um E.T. entre nós; confira como foi a classificação dos hermanos para o Mundial da Rússia

O Messi(as) está presente entre nós. Se o Papa Francisco é argentino, por que Deus não pode ser? A campanha da Argentina foi como um tango sofrido, uma dança desarmônica, até o último passo. O dançarino mais famoso do espetáculo provou o motivo da sua glória, brilhou e encantou o público. Salvou a apresentação no último ato.

Nunca subestime Lionel Messi, nunca duvide de sua capacidade. O argentino carregou a seleção nas costas e garantiu a vaga para a Copa do Mundo. Evitou o que seria o maior vexame do futebol argentino. Messi é único, é fantástico, é um gênio do futebol. Quando a Argentina mais precisava do hombre, ele apareceu.

Mesmo com uma carreira de sucesso, 5 vezes melhor jogador do mundo, 4 Champions League, 8 vezes campeão espanhol, Léo precisava de uma boa atuação pela seleção argentina. Aconteceu, Messi chamou a responsabilidade, marcou 3 vezes e teve, talvez, a sua atuação mais emblemática diante do povo argentino. Os Deuses do futebol, abençoaram o camisa 10, ele não poderia ficar fora da Copa, o baixinho é diferente, é singular. O maior artilheiro da seleção argentina não decepcionou e foi o protagonista da classificação do time albiceleste.

A classificação

Dizem que quando é para dar certo, até os ventos sopram a favor. Pois é, não estava ventando. O Equador abriu o placar aos 40 segundos do primeiro tempo com Romario Ibarra. Seria uma coincidência ou uma ironia do destino, a Argentina ser eliminada por um gol de jogador com nome de craque brasileiro. O clima pesou, o tempo mudou. Como será a Copa do Mundo sem o nosso maior rival? Como será o Mundial sem o Messi? Pensamos assim por 10 minutos. E então Messi empatou a partida.

A Argentina não tinha morrido, Messi resolveu decidir, com passe de Di María, Léo tira de Banguera – goleiro da seleção equatoriana e do Barcelona de Guayaquil – e empata a partida. Messi estava/está vivo, O craque conquistou mais uma vez o coração do torcedor argentino, sabíamos ali que tudo iria mudar. O empate não era o suficiente, deixava a Argentina em sexto, pois se Peru e Colômbia também empatassem, os hermanos seriam desclassificados. O time necessitava da vitória. Messi precisava resolver; resolveu. A noite era dele.

Ainda no primeiro tempo, aos 20 minutos, Lionel virou o placar, ele roubou a bola na entrada da área equatoriana e carimbou no ângulo. Um golaço, o 5 vezes melhor do mundo vibrou, a torcida argentina vibrou, o futebol vibrou. Com o gol, a Argentina subia para a terceira colocação e garantia à classificação direta para o Mundial. Começou a ventar. A Argentina dominou o jogo, na altitude de Quito e o Equador não tinha qualidade para reagir. Messi era o dono da partida. Terminou o primeiro tempo.

Messi és un Dios del fútbol (Foto: Divulgação/ Sportv)

Na segunda etapa, aos 16 minutos, hat-trick de do craque argentino. A genialidade de La Pulga apareceu mais uma vez, ao perceber que Banguera estava adiantado, ele deu um toque por cima do goleiro para decretar o placar e poderia ser mais. Messi decidiu. Argentina se classificou, missão cumprida.

Extraterrestre

Messi foi decisivo para a classificação. Jogou com o peso de 40 milhões de torcedores argentinos, com o peso da camisa 10 de Maradona, não sentiu. No dia 10/10 o camisa 10 brilhou, jogou como o Messi do Barcelona. Sampaoli não resistiu e afirmou “O futebol deve uma Copa do Mundo a Messi”. Messi é craque, um dos maiores jogadores de todos os tempos.

Ele não é um humano, é un Dios argentino, devemos agradecer por podermos presenciar seu divino talento futebolístico. Messi está na Copa e a Argentina vai junto. Até 2018.

FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Matheus Quintan

Matheus Quintan

Estudante de Mídia, apaixonado por esportes. Tentou ser jogador, infelizmente, a habilidade não deixou. Acredita que sabe jogar FIFA e futevôlei. Sangue rubro-negro, sonha em viver do futebol.



Related Articles

Que falta você me faz, Paolo!

Assim como Guerrero, todo o time peruano lamenta a falta do jogador em um momento crucial (Foto: Reprodução/El Tiempo Peru)

Messi: mesmo criticado, jogai por nós

Se la mano de D10s deu um Mundial à Argentina, os pés do messias podem salvar a albiceleste da tragédia

La cuca de Sampaoli

Jorge Sampaoli enfrenta o maior desafio da carreira (Foto: ESPN) Os desafios, problemas e mudanças na Albiceleste sob o comando de

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido