A culpa de Nick Folk

A culpa de Nick Folk
FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Tampa Bay perde por cinco em jogo que seu kicker errou nove pontos (Foto: Brian Blanco/Getty Images)

Nick Folk erra três field goals e Bucs perdem em casa para os Patriots

O New England Patriots (3-2) venceu fora de casa o Tampa Bay Buccaneers (2-2) por 19 a 14 na abertura da Semana 5 da NFL. Esperava-se um show dos ataques contra as criticadas defesas, mas o que vimos no Thursday Night Football foi uma avalanche de field goals errados. Todos na conta de Nick Folk.

O kicker, que chegou aos Bucs neste ano, nunca foi lá dos mais confiáveis. Em 11 anos na NFL, Folk teve aproveitamento superior a 90% de FG em apenas dois deles. Além disso, em cinco temporadas (incluindo a atual) os acertos não chegaram nem a 80%. No TNF desta semana, Nick Folk errou TODOS os TRÊS field goals que tentou.

Defesas melhores do que a encomenda

Sem Lavonte David, Kwon Alexander e T.J. Ward, era esperado que a defesa de Tampa Bay sofresse demais com o ataque dos Patriots. Tom Brady entrou em campo liderando a NFL em jardas de passe (1399) e em touchdowns (10), além de nenhuma interceptação. Pois logo na primeira campanha de New England, o calouro Justin Evans fez as honras de interceptar Brady.

Aquela ideia de tiroteio ofensivo foi por água abaixo e o jogo virou um festival de three and outs e punts. NE anotou três pontos num field goal. TB respondeu com um touchdown corrido por Doug Martin, que finalmente se livrou da suspensão. Não deu nem tempo de comemorar, pois os Patriots na campanha seguinte também anotaram um TD e voltaram a liderar. Stephen Gostkowski ainda fez outro FG e deixou os Pats na frente por 13 a 7.

Um kicker 100% e o outro 0%

Aí começou o show particular de Nick Folk. O kicker até fez o FG da vitória na última rodada contra os Giants, mas além de quase ter errado, ele já tinha perdido dois na partida. Dessa vez Folk entrou em campo para tentar um de 56 jardas. Ele, que já quase tinha errado o extra point de 33 jardas, errou por MUITO a tentativa.

“Ah, mas era mais de 50 jardas, blá, blá, blá…”, na volta do intervalo, Gostkowski fez um field goal de 45 jardas: 16 a 7. Tampa veio na resposta e posicionou Folk para chutar de 49 jardas. Outro chute bem longe do “Y”. “Ah, mas 49 jardas é quase 50…”. Na posse de bola seguinte, os Buccaneers chegaram ainda mais perto. O chute era de 31 jardas, menor do que a distância do ponto extra, e Folk errou pela terceira vez. ZERO de três!

Winston até tentou, mas não conseguiu virar o jogo no final (Foto: Julio Aguilar/Getty Images)

Tampa ainda conseguiu um TD para cortar a vantagem no final. No entanto, New England aumentou de novo com outro FG, dessa vez de 48 jardas, deixando 19 a 14 no placar e um minuto no relógio. Jameis Winston até conseguiu chegar na red zone mesmo sem timeout para pedir, mas errou o passe final. Perder em casa por cinco quando seu kicker joga fora NOVE pontos não deve ser muito agradável.

Para os Patriots

O principal problema foi amenizado. New England não tomou mais de 30 pontos dessa vez. Curiosamente as duas vezes em que os Patriots não cederam grandes pontuações foram justamente fora de casa e contra ataques teoricamente poderosos (Bucs e Saints). Lógica zero.

Por outro lado, a linha ofensiva desmoronou. Nate Solder andou tendo aulas com Ereck Flowers. Em toda temporada passada (12 jogos), Tom Brady foi sackado apenas 15 vezes. Neste ano já são 16 sacks em cinco partidas. Tampa só tinha um sack na temporada e só nesse confronto já conseguiu mais do que isso. Mesmo apanhando bastante, Tom se igualou a Brett Favre e Peyton Manning como recordista de vitórias em temporada regular para um quarterback. São 186 triunfos agora para o Giselo™.

Tom Brady igualou os recordes de Brett Favre e Peyton Manning (Foto: Reinhold Matay/USA Today Sports)

Após cinco semanas, o time de Foxborough ainda não empolgou. Os Patriots parecem uma mistura de Seattle, que começa devagar a temporada, com Green Bay, em que o QB carrega uma defesa ruim. Na próxima semana, o New England Patriots (3-2) visita o New York Jets (2-2) em batalha que pode valer a ponta da AFC Leste.

Para os Buccaneers

Enfrentar os Patriots nos últimos anos é quase que uma derrota certa. Quando sua defesa já não é muito boa e três dos melhores jogadores dela não jogam, a chance de perder é ainda maior. Tampa se superou. Sacks, fumble forçado, interceptação e apenas um TD cedido. Sofreu 19 pontos de um ataque que vinha fazendo média acima de 30 por jogo. Mas perdeu!

Os Bucs dispensaram Roberto Aguayo justamente porque ele errava field goal à rodo. Em 2016, o agora kicker dos Bears, errou nove FGs (16 partidas, 22/31, 71% de aproveitamento). Nessa lógica, Nick Folk tinha que ter sido demitido “ontem”. Seus números em quatro partidas são horrorosos: 6/11 e 54% nos field goals, e 7/9 e 77,8% nos extra points. O coreano Koo já foi mandado embora dos Chargers com números semelhantes (3/6 nos FG, mas 9/9 nos XP).

Me demitiram para ficar com Folk? “That’s all, Folks!” Kkkkkkkk (Foto: Kim Klement/USA Today Sports)

Se não consegue ganhar jogos de temporada regular, não vai ser em playoffs que ele vai começar a acertar. O time precisa de um outro kicker urgentemente. É por casos como este que Cairo Santos vai voltar para a NFL assim que se recuperar da lesão. Tem muito cara ruim de titular por aí, e Folk é um deles (se ainda tiver emprego quando este texto sair).

Na próxima semana, o Tampa Bay Buccaneers (2-2) visita o Arizona Cardinals (2-2). Provavelmente de kicker novo. Só gostaria de ver a reação do Aguayo a cada erro bizarro do Folk. Imagino que deve ser algo como a foto acima…

FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Vinícius Mathias

Vinícius Mathias

Jornalista e ala-armador nas horas vagas. Sofre nas ligas americanas com Timberwolves, Jaguars, Sharks e Angels. Se arrepende por não ter escolhido o Seahawks. Chelsea e Alemanha trazem felicidade no futebol, pelo menos. Fã de Aaron Rodgers, Jimmie Johnson, Kevin Garnett, Kimi Räikkönen e de uma Heineken bem gelada.



Related Articles

Inside the 20: feijoada sem feijão

Pick-6 de Jenkins garantiu vitória no Colorado (Foto: Reprodução/New York Giants) Em Mile High, os Giants fazem feijoada sem feijão e

NFL – Análise da temporada: Jacksonville Jaguars

O uniforme color rush dos Jax é semelhante à temporada: broxante (Foto: Frederick Breedon/Getty Imagens) O ataque não veio para

O desastre de Mike Glennon no passeio dos Packers

Mike Glennon jogou fora a chance de se provar e foi um horror em campo (Foto: Matt Ludtke/AP) Em noite ridícula

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido