Power Rankings NFL – Semana 5

Power Rankings NFL – Semana 5
FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

As loucuras atacaram novamente na NFL. Os Falcons perderam a invencibilidade para os Bills, os Patriots caíram em casa para os Panthers, os Jets conseguiram a sua segunda vitória consecutiva e etc. De normal, os Chiefs seguem invictos e Marcus Mariota e Derek Carr se machucaram no mesmo dia de novo. Confira os Power Rankings da Semana 5 da NFL!

É bom lembrar que não são apenas vitórias ou derrotas que influenciam na análise. Algumas das outras considerações: força do adversário enfrentado e força do próximo adversário; a forma de como foi a vitória/derrota; se foi em casa ou fora; lesões; atuações dos principais jogadores; se houve troca de técnico; potencial, etc.


:: Os números entre parênteses mostram a campanha atual do time (vitórias – derrotas).

:: Verde = sobe; vermelho = desce; traço = posição mantida. Sempre em relação à semana anterior.


1. Chiefs (4-0) (-)

Os Chiefs sofreram na primeira metade da partida. Mas se recuperaram e conseguiram uma bela virada contra um time que vem melhorando. Alex Smith deu show mais uma vez e segue com sua temporada perfeita. Uma bela redenção também do kicker, Harrison Butker, que deixou o erro anterior para trás e acertou o field goal da vitória. Único time invicto na liga.

   2. Lions (3-1) +3

Os Lions não estão invictos por conta de centímetros. Após a derrota dolorosa para os Falcons, Detroit se recuperou e bateu os Vikings em duelo pela NFC Norte. O jogo não foi dos mais bonitos, mas a defesa dos Leões foi muito bem mais uma vez. Ameer Abdullah está engrenando? É isso mesmo? Uau!

   3. Eagles (3-1) +5

Quem diria que após quatro jogos o Philadelphia Eagles estaria liderando, com méritos, a NFC Leste? Dessa vez até Legarrette Blount foi destaque, após andar sumido nos primeiros jogos. A única derrota de Philly foi justamente para o único invicto da NFL. Nada mal para a “quarta força” da divisão.

   4. Steelers (3-1) +6

A preocupação com a campanha recente fora de casa foi para o espaço. Pelo menos por essa semana. Os Steelers terminaram de atropelar o que restou dos Ravens após a derrota para os Jaguars. Le’Veon Bell voltou de vez. O RB conseguiu um total de 186 jardas e tocou na bola 39 vezes! JuJu Smith comemorou seu TD com um Kamehameha!

   5. Falcons (3-1) -3

Matt Ryan foi interceptado mais duas vezes. Já são cinco na temporada para o MVP que sofreu apenas sete no ano passado. As lesões de Julio Jones e Mohamed Sanu no meio do jogo também não ajudaram muito. Os Falcons vão para a bye week de cabeça inchada e com gosto amargo no 3-1, após esse “1” ser o Buffalo Bills.

   6. Packers (3-1) +1 

Uma vitória fácil para o remendado Green Bay que perde jogadores a cada semana. Contra os Bears foram mais dois. Ty Montgomery e Davante Adams saíram durante a partida com lesões. Com pouco esforço, Aaron Rodgers lançou 4 TDs molezinhas. A defesa foi bem demais. Ok, era Mike Glennon do outro lado…

   7. Broncos (3-1) +4

A defesa dos Broncos foi implacável mais uma vez. Dá para dizer que ela se complicou mais depois que EJ Manuel entrou no lugar do lesionado Derek Carr. O “problema” para os Broncos é que a semana de folga veio cedo demais. O time não está cansado ainda, até porque três dos quatro jogos feitos até agora foram em casa.

   8. Redskins (2-2) +6

Como alguém pode subir tantos degraus após uma derrota? Simples. Os Redskins têm mostrado um belo futebol a partir da Semana 2 e mereciam mais crédito anteriormente. O pass rush está incomodando bastante os QBs adversários. E se não fosse um drop miserável de Josh Doctson, Washington teria derrubado os invictos fora de casa.

   9. Rams (3-1) +8

Então os Rams agora estão conquistando viradas fora de casa contra time grande? Todd Gurley está atropelando qualquer um que vê pela frente e Jared Goff é um dos melhores quarterbacks de 2017. Vai ter gente pedindo a canonização de Sean McVay por operar milagres em tão pouco tempo. Líderes da NFC Oeste e favoritos contra os Seahawks, mesmo sem Jeff Fisher, rs.

   10. Buccaneers (2-1) +6

A vitória foi mais apertada do que deveria. Mas quando você ganha um jogo em que seu kicker erra dois field goals e um extra point, é para comemorar e não importa o adversário. O detalhe é que faltou muito pouco para Nick Novak errar o FG da vitória também. Volta, Aguayo! Todo mundo vence os Giants e o importante foi não ter perdido. Hora de ver o que esse time pode fazer contra os Patriots.

   11. Bills (3-1) +10

Stephen Hauschka voltou a ser o que era: um dos kickers top da NFL. Com ele metendo FG de 50 jardas direto, os Bills já têm meio caminho andado para vencer, já que a defesa sofre em média menos de 14 pontos por jogo, até agora. Jogo corrido, defesa forte e kicker excelente. Nessa fórmula, Buffalo chega a 3-1 e lidera a AFC Leste após derrubar os Falcons fora de casa!

   12. Seahawks (2-2) +1

A vitória contra os Colts foi muito mais apertada do que o placar mostra. No início do terceiro quarto o jogo ainda estava 18 a 18. Mas a defesa apareceu de novo e forçou turnovers, com direito a Bobby Wagner voltando aos tempos de running back. Russell Wilson tira cada vez mais leite de pedra. Como é bom ter um excelente quarterback. Uma pena a lesão de Chris Carson.

   13. Panthers (3-1) +9

Cam Newton finalmente estreou na temporada. O QB até estava em campo nas outras três partidas, mas suas atuações foram tão lamentáveis que parecia que estávamos vendo Blake Bortles. Foi um festival de bolas queimando a defesa agonizante dos Patriots. Três TDs lançados, um corrido, 316 jardas aéreas e 22 de 29 nos passes. Super Cam de volta? Dessa vez sim.

   14. Patriots (2-2) -11

Três jogos em casa e em nenhum deles os Patriots levaram menos de 30 pontos. A defesa é uma piada e a pior da liga, no momento. Foram 33 pontos sofridos por um Carolina que havia feito apenas 13 na péssima retaguarda dos Saints. Tom Brady quase virou, mas não conseguiu, dessa vez. O atual campeão tem campanha pior que a dos Bills e igual a dos Jets. O “16-0” e o “0-16” com 2-2. Que fase!

   15. Cowboys (2-2) -6

A defesa não para ninguém. Ninguém faz tackle, ninguém pressiona o QB, ninguém para o RB, ninguém protege contra o passe. Ninguém faz nada. Depender só do ataque, que anda mais manjado pelos adversários, não vai funcionar toda hora. Ou Dallas melhora o que mostrou contra os Rams, ou vai entrar em campanha negativa ao pegar os Packers. E nós sabemos o que Rodgers faz contra defesas que não marcam ninguém.

   16. Jaguars (2-2) -1

Blake Bortles não conseguiu SEIS jardas para anotar o touchdown para vencer no tempo normal. Blake Bortles não conseguiu 15 jardas para posicionar o field goal para vencer na prorrogação. Blake Bortles não conseguiu conquistar um first down para evitar que Brad Nortman tivesse que puntear da própria endzone (o que deixou os Jets já na área de FG para ganhar o jogo). Blake Bortles teve mais uma interceptação patética. Blake Bortles errou 20 dos 35 passes que tentou. Blake Bortles perdeu um jogo em que a defesa retornou fumble para TD, forçou punt e interceptou uma bola em três campanhas seguidas no último quarto para tirar uma desvantagem de 20 a 10. Blake Bortles não consegue vencer jogos! Blake Bortles perde jogos! Não dá mais para Blake Bortles! CHEGA DE BLAKE BORTLES!

   17. Texans (2-2) +2

Então Deshaun Watson lança mais touchdowns do que Blake Bortles e Jay Cutler lançam interceptações juntos? O calouro parece um veterano de anos e meteu mais de 50 pontos na cabeça do favoritaço da divisão. E é isso que Houston faz com os rivais. Ganha os confrontos diretos e acaba levando a AFC Sul. Sorte dos Jaguars que enfrentaram dois quartos de Tom Savage na Semana 1.

   18. Titans (2-2) -12

E Marcus Mariota se machucou de novo. Terceira temporada dele e terceira lesão. Essa não parece ser grave e talvez o QB entre em campo no final de semana. Mas a fragilidade física de Mariota preocupa porque ele pode sofrer outra contusão a qualquer momento. O atropelo foi pela saída dele, mas antes de Matt Cassel entrar, os Titans já estavam sendo dominados pelos Texans. Cheirinho de “morrer na praia” de novo para Tennessee.

   19. Saints (2-2) +1

ZERO PONTOS! Isso é raro na NFL, ainda mais que a liga está cada vez mais aérea. Mas o que mais impressiona é QUEM conseguiu fazer um jogo em que não levou pontos. Óbvio que a última defesa indicada para uma aposta seria a dos Saints. E foi justamente ela. De algum modo, New Orleans não tomou nenhum ponto num jogo. Seria uma marca impressionante mesmo se fosse Jay Cutler do outro lado. Ops, era Jay Cutler do outro lado!

   20. Vikings (2-2) -8

Depois de perder seu QB por tempo indeterminado, agora os Vikings perdem seu RB pelo resto da temporada. A lesão de Dalvin Cook tira qualquer esperança de Minnesota chegar aos playoffs. Suas corridas tiravam a pressão de Case Keenum e mantinham a defesa descansando. Ao final do ano, todos vão se perguntar aonde esse time poderia chegar com Bradford e Cook nos lugares de Keenum e Murray.

   21. Raiders (2-2) -17

Está escrito, “se Mariota machucardes, vós também machucareis”. Depois de lesionarem no mesmo dia (e a mesma lesão) no ano passado, Derek Carr e Marcus Mariota voltaram a se machucar juntos. O problema de Carr é mais grave e ele deve perder de dois a seis jogos. Oakland já vinha de desempenhos ruins contra Redskins e contra os Broncos (mesmo antes do QB sair). Com os Chiefs invictos e EJ Manuel no comando por algumas semanas, o título da AFC Oeste já voa bem longe do alcance dos Raiders.

   22. Bengals (1-3) +6

O desempenho promissor mostrado em Green Bay na semana passada não foi apenas um “dia iluminado”. Os Bengals mantiveram o bom futebol e atropelaram os Browns fácil, fácil. Andy Dalton fez uma partida quase perfeita e três de seus recebedores conseguissem ma veis de 60 jardas. A demissão do coordenador ofensivo deu jeito. Seria o tal do fato novo? Quem diria que um Bills x Bengals na próxima rodada seria um dos grandes jogos do domingo?

   23. Cardinals (2-2) +3

Os Cardinals brincam com o perigo. Deixar seu quarterback envelhecido lançar 50 bolas num jogo é pedir para perder. Por sorte, os 49ers parecem querer perder mais do que qualquer um nessa liga. Mesmo cheio de problemas, Carson Palmer descolou um belo passe no fim da prorrogação para Larry Fitzgerald ganhar o jogo. Duas vitórias apertadas contra San Francisco e Indianapolis. É só isso que esse time pode entregar esse ano mesmo.

   24. Ravens (2-2) -6

Joe Flacco lançou mais duas interceptações. São dez jogos seguidos em que o quarterback é interceptado! Assim não há defesa que aguente! Quando o ataque já não é lá grande coisa, fica ainda mais difícil se o QB entrega a bola de graça para o adversário toda hora. Por sorte, os Ravens não terão que lidar com Derek Carr dessa vez.

   25. Jets (2-2) +5

A linha defensiva tem sido um monstro que parou os ataques terrestres de Dolphins e Jaguars. Nisso, os Jets forçaram Jay Cutler e Blake Bortles a lançarem bolas toda hora. Aí foi só pegar a pipoca e assistir e rir enquanto os QBs faziam besteiras. Josh McCown quase entregou a farofa com dois turnovers no último quarto, mas a sorte dele é que Bortles estava do outro lado. Então ficou elas por elas. Duas vitórias seguidas, mesma campanha dos Patriots e enfrenta os Browns agora. A pós-temporada é logo ali!

   26. Bears (1-3) -3

Os quatro turnovers e a atuação lamentável foram o ponto final da aventura de Mike Glennon como franchise quarterback. Ninguém esperava que durasse tão pouco. Após quatro semanas, Mitch Trubisky é o novo titular dos Bears. Ninguém consegue entender Chicago! Depois de tanta decisão questionável, a franquia agora vai colocar o calouro para estrear no horário nobre contra os Vikings (rival de divisão que tem uma ótima defesa). Chicago não acerta uma desde que desistiu de Jay Cutler.

   27. Giants (0-4) -3

A coisa anda tão feia nos Giants que mesmo quando Eli Manning não é interceptado o time não vence. O QB até deu uma de Russell Wilson e anotou um TD correndo e se atirando com a bola. Não há jogo corrido e Ereck Flowers é uma avenida mais aberta do que aquelas autoestradas alemãs. Mais uma derrota e o NYG se iguala na quantidade de revés do ano passado. Pelo menos o próximo confronto é contra os Chargers, ou seja, não vai ser com FG sofrido no final de novo, né? A fase é tão ruim que é capaz até do Koo acertar.

   28. Dolphins (1-2) -3

J A Y  C U T L E R.

 

   29. Chargers (0-4) -2

Os Chargers cada vez acham um jeito de perder diferente. O que se mantém na maioria das vezes são as derrotas por uma diferença pequena. Foram 214 jardas terrestres para Philadelphia. E cadê Melvin Gordon correndo com a bola também? O RB de Los Angeles conseguiu apenas 22 jardas em 10 carregadas, média patética de 2,2 jardas. Um terror em LA.

   30. Colts (1-3) -1

Uma derrota doída para Jacoby Brissett que não jogou mal, apesar dos dois turnovers. O QB estava conseguindo um milagre ao manter a partida contra os Seahawks, em Seattle, equilibrada por mais da metade do tempo. Mas o elenco de apoio dos Colts é bem limitado e só Andrew Luck consegue operar milagres com esse time.

   31. 49ers (0-4) (-)

Os 49ers estão na escola Chargers de conseguirem não ganhar jogos. Depois de perder por pouco contra Seahawks e Rams, a franquia conseguiu fechar o primeiro turno da NFC Oeste perdendo apertado para os Cardinals. San Francisco abriu o placar com um FG na prorrogação e só precisava evitar uma pontuação na jogada dos Cards para vencer. Levou um TD e perdeu. Teria sido melhor tomar um 20 a 0.

   32. Browns (0-4) (-)

Outra derrota e os Browns vão brigar mais uma vez para evitar o 0-16. DeShone Kizer já está sendo cotado para perder o lugar. O técnico Hue Jackson disse que a vaga ainda é do calouro. O próximo confronto é contra os Jets e, ao contrário do que muitos pensavam no início da temporada, Nova York é favorito.

FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Vinícius Mathias

Vinícius Mathias

Jornalista e ala-armador nas horas vagas. Sofre nas ligas americanas com Timberwolves, Jaguars, Sharks e Angels. Se arrepende por não ter escolhido o Seahawks. Chelsea e Alemanha trazem felicidade no futebol, pelo menos. Fã de Aaron Rodgers, Jimmie Johnson, Kevin Garnett, Kimi Räikkönen e de uma Heineken bem gelada.



Related Articles

De bonito só os uniformes! Texans vencem Bengals em jogo marcado por punts

TNF foi estrelado por punters e kickers (Foto: Frank Victores/AP) 26 first downs, 17 punts e apenas um TD no

NFL – Análise da temporada: Green Bay Packers

Foto: Ronald Martinez/Getty Images Sem RB, sem secundária, mas com Run the Table e Hail Mary; veja como foi a

Rams e 49ers em ‘O Jogo dos 7 Erros’

Presepadas transformam o clássico da NFC Oeste em jogo dos 7 erros (Foto: Thearon W. Henderson/Getty Images) Placar inédito e

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido