Inside the 20: you like that?

Inside the 20: you like that?
FacebookLinkedInTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Cousins comandou a boa vitória em Washington (Foto: Reprodução/Richmond Times)

Em rodada recheada de protestos, Redskins e Cowboys brilham no horário nobre e aumentam seus saldos; Jacksonville e Buffalo conseguem resultados surpreendentes e também desfilam entre os protagonistas da rodada 3

You Like That? – Raiders 10 @ 27 Redskins

Em noite inspirada dentro de seus domínios, os Redskins mostraram que não vieram para brincar nesse ano. Depois de uma derrota complicada tendo feito um jogo bom contra os Eagles na Week 1, o time de Kirk Cousins bailou ao melhor estilo “You Like That?” e amassou os Raiders no FedEx Field.

Com um problema sério na proteção à Derek Carr, a linha de Oakland foi irreconhecível. Marshawn Lynch, também prejudicado pela pouca proteção, produziu pouquíssimo na partida. Poucos minutos antes da virada para o último quarto, para se ter uma noção, os Raiders tinham rídiculas 71 jardas totais, contra pouco mais de 300 dos peles vermelhas.

Cousins, com a mão certeira e a dificuldade da defesa de Oakland em achá-lo, lançou 3 TDs e 365 jardas. Chris Thompson, running back titular, foi muito bem no jogo aéreo e conseguiu anotar seu touchdown de recepção, além das 6 catadas para 150 jardas. A defesa, também muito agressiva, foi excelente no pass rush. Com 4 sacks na partida, o setor contribuiu (e muito) para o triunfo em Washington.

Com a vitória e o bom jogo apresentado até agora, dizer que os Redskins são favoritos para levar a divisão não é nada demais. Já os Raiders, que fizeram dois primeiros jogos excelentes, precisam ver o que teve de errado na partida e melhorar, principalmente, a proteção ao seu QB.

Dak Magic – Cowboys 28 @ 17 Cardinals

Em partida fora de casa, os Cowboys se reinventaram dentro do próprio jogo e conseguiram uma importante vitória em Arizona. E o destaque da partida tem nome e sobrenome: Dak Prescott.

Com dificuldades no começo do jogo, o ataque de Dallas participou pouquíssimo dos primeiros 15 minutos. Logo cedo, Jaron Brown recebeu excelente passe de Carson Palmer e inaugurou a endzone adversária. Com o 7 a 0 e muitos problemas para furar a linha defensiva dos Cardinals, Prescott teve que se reinventar dentro do jogo.

dak-prescott-td-cambalhota

Dak voou para anotar seu TD contra os Cardinals (Foto: Reprodução/Spokesman Review)

No TD de empate, Dak achou um read option sensacional que desmontou metade da defesa adversária. E com a bola na mão, o camisa 4 não arregou para a pancada e mesmo apanhado, virou uma cambalhota (forçada, de fato) e anotou os primeiros pontos do time. A partir daí, vimos aquele Cowboys do ano passado em ação.

Do outro lado, Palmer abusava das jogadas com Larry Fitzgerald. Numa dessas jogadas, inclusive, em passe não tão bom de Carson, Fitzmagic conseguiu literalmente roubar a bola do cornerback e cair abraçado com ela, numa recepção absurda. Mas mesmo jogando bem e anotando seu TD, Fitz não conseguiu ajudar os Cardinals o quanto precisavam.

Em outra jogada excelente, Dak achou Dez Bryant. O camisa 88 fez o que se espera dele: quebrou tornozelos na finta, chamou dois para dançar e foi na marra empurrando contra três jogadores até a endzone. TD Cowboys. Daí para a frente, os Angry Birds de Arizona se perderam. Elliott ainda anotou seu TD de corrida e sacramentou a vitória texana no University of Phoenix Stadium.

Com a vitória, os caubóis são mais um time a ter 2-1 de saldo, junto com Eagles e Redskins. Será que vai ser disputada a divisão?

Melhor defesa? Não para Blake Bortles – Ravens 7 @ 44 Jaguars

No jogo de Londres, os Jaguars HUMILHARAM os Ravens de Joe Flacco. Com partida lamentável, o camisa 5 saiu do jogo para dar lugar à Ryan Mallett. E do lado dos Jaguares (leia com sotaque mexicano que fica muito mais sonoro), a partida beirou a perfeição.

Bortles lançou 4 TDs e 244 jardas, sem nenhuma interceptação. Já se sentindo em casa lá na terra da Rainha, os Jags amassaram também no jogo corrido. Fournette anotou seu TD e Grant conseguiu 75 jardas em 6 corridas, incluindo uma de 58 jardas. Pelo alto, o TE Marcedes Lewis foi o destaque do time: incríveis 3 TDs em 4 recepções. Com tudo dando certo, o time de Jacksonville não poderia conseguir algo diferente de um atropelamento.

comemoração-td-jaguars-em-londres

Não faltaram dancinhas para comemorar em Londres (Foto: Reprodução/Jacksonville Jaguars)

Ainda sendo engraçadinhos, os especialistas arrumaram um fake punt – que deu muito certo – com o placar favorável em 37 a 0. Humilhação é a palavra. Os Jaguars dão esperanças aos seus torcedores e o 2-1 no começo é um sinal de que o caneco da divisão não está tão longe assim.

Já os Ravens… acho que não precisamos nem comentar nada, né?

Inside the 20 LOUCAÇO! – Outros destaques da rodada INSANA

Broncos 16 @ Bills – Buffalo ganhou com méritos. Sim, não tem nada de errado nessa frase. Agora empatados em 2-1 com os Patriots, os búfalos venceram o até então invicto Denver Broncos. Com pressão constante em cima de Siemian e boa partida de Tyrod Taylor, os Bills animaram sua fanática torcida e venceram bem dentro de seus domínios

Steelers 17 @ 23 Bears – os Bears venceram os Steelers. Mais uma frase sem nenhum engano. E olha que o time fez força para perder. Depois de um FG bloqueado, o time de Chicago conseguiu a proeza de pegar a bola correr até a linha de 1 jarda e SOFRER FUMBLE. Um fumble rídiculo, diga-se de passagem. Mas no final, mesmo em OT, o time conseguiu vencer sua primeira partida, diante de um Pittsburgh apático.

jogador-dos-bears-correndo-sozinho-contra-steelers

O menino correu o campo inteiro e por displicência, sofreu fumble na linha de 1 jarda (Foto: Reprodução/Pittsburgh Post-Gazette)

Texans 33 @ 36 Patriots – em excelente partida de DeShaun Watson, os Texans quase venceram os Pats no Gillette Stadium. Quase. Depois de abrir boa vantagem, o time viu Tom Brady carregar os Patriotas para uma virada digna de campeão dentro de casa e sairem derrotados. De tudo, o que se pode tirar de lição é: os Texans, se repetirem a boa atuação, tem boas chances dentro da sua divisão.

Dolphins 6 @ 20 JetsOS JETS VENCERAM! NÃO É PIADA! Em partida excelente, tanto em ataque, quanto em defesa, o lado verde de NY venceu sua primeira partida na NFL. E olha que só não foi de mais porque o time perdeu gás na reta final. Josh McCown e Bilal Powell foram dois dos destaques dos Jatos na vitória do time em casa.

Giants 24 @ 27 Eagles – parecia que os Giants iam ganhar. Só parecia. Agora com o saldo 0-3, o time azul de NY viu os Eagles ganharem mais uma com um FG ABSURDO do calourinho Jake Elliott: chute de 61 jardas and it’s good! Com a vitória, os Eagles tomam a dianteira da divisão e afundam de vez os Giants, que tem um começo de temporada rídiculo.


A semana 3 da NFL foi recheada de protestos em virtude dos comentários racistas e infelizes feitos pelo presidente americano Donald Trump. Direcionado aos jogadores, o discurso de Trump xingou e denegriu a imagem de atletas que lutam por direitos dos negros dentro do esporte americano e da vida social como um todo. A RISE Esportes apoia a causa dos atletas e acredita que o esporte é uma das melhores formas de luta contra a intolerância e os sérios problemas sociais que infelizmente ainda presenciamos.

protesto-colts-semana-3

Em todos os jogos ocorreram protestos contra o discurso de Trump (Foto: Business Monkey News)

FacebookLinkedInTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Guilherme Porto

Guilherme Porto

Esporte sempre foi a minha paixão. Apaixonado por NFL e Futebol, mas acompanho tudo que gere competição, desde golf até curling. E para um cara que preferia os jogos gravados em fita cassete da Copa de 94 aos desenhos animados antes de ir à aula na creche, trabalhar com isso é privilégio.



Related Articles

NFL – Análise de Temporada: Pittsburgh Steelers

O trio BBB é um dos caminhos mais fáceis e eficazes para o sucesso dos Steelers (Foto: Reprodução/Pittsburgh Steelers) Os Steelers

Alex Smith brilha, calouro se redime, Chiefs batem Patriots e mostram porque a NFL é sensacional

Se Alex Smith lançasse em profundidade com essa confiança toda, os Chiefs bateriam de frente com os Patriots mais vezes

O desastre de Mike Glennon no passeio dos Packers

Mike Glennon jogou fora a chance de se provar e foi um horror em campo (Foto: Matt Ludtke/AP) Em noite ridícula

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido