Vasco vence em cenário perfeito

Vasco vence em cenário perfeito
FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Mateus Vital marcou seu primeiro gol após 24 jogos na equipe profissional (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Com show da torcida e boa postura diante do Grêmio, a equipe conseguiu os três pontos na volta de São Januário e na estreia de Zé Ricardo

Esta semana, enquanto voltava de São Januário após conferir a exposição de camisas históricas do clube, eu batia um papo sobre futebol dentro do táxi. O assunto inevitavelmente chegou ao tópico das torcidas, e eu tive o prazer de afirmar que a torcida do Vasco é, sem dúvida nenhuma, a mais apaixonada dos clubes do Rio. Discorremos sobre isso durante algum tempo. Tive que ouvir que as torcidas dos nossos rivais apoiam tanto quanto e cheguei a retrucar, com total convicção de que não há torcida mais fiel que a nossa.

A torcida do Vasco apoia e empurra o time durante cada um dos 90 minutos, sem qualquer diminuição no ritmo ou na empolgação. Ela se esforça para seguir e incentivar, seja lá qual for a situação – tanto na tabela quanto no tribunal – do grupo. É uma torcida sem igual, e não é difícil perceber isso. Os jogadores não cansam de afirmar quão positivo é o apoio da massa vascaína durante os jogos, e isso só nos motiva a apoiar mais e mais. Ontem, de forma surpreendente, eles provaram que nada do que eu disse no táxi era mentira.

De volta para casa

Quando o Vasco perdeu o direito de jogar em São Januário e até mesmo a presença da torcida em alguns momentos, tudo se encaminhava para um cenário de crise. Sem seus dois maiores trunfos, o time rumaria ao óbvio: queda de rendimento, caos interno, abandono dos torcedores. Por ironia do destino, porém, a situação vem tomando um rumo contrário ao que todos imaginavam.

A demissão de Milton Mendes por si só aparenta já ter resolvido grande parte do transtorno que afetava a equipe dentro de campo. Mas a situação melhorou de figura com a vitória sobre o Fluminense conquistada sob o comando de Valdir Bigode. Depois daquele resultado, o nosso novo treinador, Zé Ricardo, teve toda a liberdade que precisava para conhecer e ajustar o time nas últimas duas semanas. E esse ambiente sereno acabou fazendo toda a diferença na partida de ontem – mas já vamos chegar lá.

Após dois meses fechado, São Januário voltou a receber o Vasco, para alegria da equipe e dos torcedores. Mas havia um porém: o jogo seria realizado com os portões fechados. Tal adversidade jamais seria suficiente para impedir a massa cruzmaltina de apoiar o Gigante, e a torcida decidiu realizar algo que dificilmente se vê no futebol: apoiar o time do lado de fora do estádio!

Quando os jogadores chegaram, os torcedores já estavam lá cantando, gritando e incentivando, e foi assim durante todo o jogo. Ao contrário da partida contra o Santos, quando tudo o que se ouvia no Engenhão era um melancólico e pesado silêncio, o confronto de ontem foi embalado pela festa da massa que apoiava nos arredores da Colina Histórica.

zé-ricardo-dando-instrução-vasco

Zé conquistou o objetivo maior em sua estreia: os três pontos (foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Estreia bem recompensada

No final, o esforço seria amplamente recompensado. A estreia de Zé Ricardo foi exitosa, principalmente na parte defensiva, com Breno e Anderson Martins muito seguros na zaga. O lançamento de Escudero como volante foi uma escolha arriscada, mas que se revelaria correta, afinal, o argentino foi um dos poucos a errar quase nenhum passe.

Mas o que realmente serviria para marcar a estreia do técnico de forma 100% positiva era uma vitória. E ela chegou após um belo cruzamento de Ramon dentro da área. A bola encontrou Mateus Vital que, absolutamente livre de marcação, só empurrou para o fundo das redes, marcando seu primeiro gol no profissional. Uma forma ótima de coroar o primeiro jogo de Zé no comando do Vasco. O time conseguiu anular o vice-líder do Campeonato, subir seis posições na tabela e ainda recebeu um show espetacular da torcida. Certamente uma tarde de sábado que ficará marcada para muita gente.

Com a vitória, o Vasco chegou aos 31 pontos e dormiu no G6, mas deve perder a posição dependendo dos resultados dos jogos restantes da rodada. A próxima partida será contra o líder Corinthians, às 16h do próximo domingo, em São Paulo. Outro excelente teste e também excelente oportunidade para a equipe mostrar serviço.

FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Raphaela Reis

Raphaela Reis

Estudante de publicidade, 19 anos, nascida e criada no Méier, subúrbio do Rio de Janeiro. Apaixonada por futebol e pelo Vasco desde criança, viciada em ler o caderno de esportes do jornal e desafiante oficial dos tios e primos no FIFA. Infelizmente não realizou a fantasia de se tornar a nova Marta, mas hoje busca nas palavras uma forma de se manter conectada ao mundo da bola.



Related Articles

Geração de apaixonados pelo Vasco

Um amor que resiste a qualquer fase do clube (foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br) O amor que vem dos jovens torcedores

Vergonha

que Cenas de guerra tomaram conta da Colina História ontem (Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images) Nos 90 minutos, a vergonha foi

No retorno de Nezinho, Vasco tem 1º quarto arrasador e atropela o LSB no Rio

O armador Nezinho teve boa atuação e liderou a vitória do Vasco. (Foto: Paulo Fernandes/vascodagama) Confronto ocorreu em horário inusitado por

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido