A volta do Milan: o futebol agradece

A volta do Milan: o futebol agradece
FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

O Milan recomeça no ano de 2017 e quer fazer bonito de novo (Foto: Reprodução/Football Fashion)

Comprado por um dono chinês e com novos reforços, o Milan quer reviver os bons tempos

Após um período de temporadas conturbadas e escassez de títulos, um dos maiores clubes do planeta aparenta estar voltando. O Milan, que tinha assumido um papel de coadjuvante no mundo do futebol, conta as horas para voltar. A equipe italiana foi recentemente vendida para um grupo de investidores chineses, donos da Holding Rossoneri Sport Investment Lux. Investimento pesado levar o clube rossonero de volta ao lugar de onde nunca deveriam ter saído.

A Década Perdida

O Milan caiu drasticamente de produção nos últimos dez anos. A última grande conquista ocorreu na temporada 2010-11, quando foram campeões da Serie A.

De lá pra cá, o clube – apesar de ter feito duas ótimas campanhas no campeonato nacional – conquistou apenas a Supercopa da Itália. Os títulos conquistados em 10-11 e 16-17 podem fazer parecer que o cenário não é tão ruim. Mas para um clube do tamanho do Milan, é, no mínimo, decepcionante.

milan derrota 2015

O Milan precisava se reerguer. E parece que vai (Foto: AFP/ Olivier Morin)

E enquanto a equipe passava por este momento de baixa, a Juventus, um de seus maiores rivais, vem consolidando uma hegemonia no país. A Vecchia Signora triunfou pela sexta vez seguida na Série A na última temporada. O planejamento feito durante o período de vacas magras está aparecendo agora, no momento de maior disparidade.

Milan e o mercado

Um dos principais motivos para o descenso recente do Milan foram as contratações equivocadas que o clube realizou.

Muito pela falta de dinheiro, muito por sérios problemas internos, o clube se precipitou no mercado. Nos últimos anos, jogadores como Luiz Adriano, Bertolacci, Bacca, Suso, Balotelli (em sua segunda passagem) e Honda foram contratados com o intuito de serem protagonistas. E fizeram pouquíssimo.

Alguns dos citados nem são mais atletas da equipe de Milão. O custo excessivo com nomes errados gerou insatisfação na torcida. Há algum tempo os fanáticos só conseguem sentir saudades dos elencos estrelados e vencedores que por lá passaram.

Mas para a atual temporada, o brilho nos olhos pode voltar a aparecer.

Novos donos e as mudanças em cada setor

Ao que tudo indica desta vez o clube acertou a mão nas contratações. E a esperança do retorno daquele Milan vencedor só aumenta. Ao todo foram mais de 150 milhões de euros. Os gastos com 11 atletas vieram de um novo dono chinês, o empresário Yonghong Li.

Dentre eles estão nomes de peso do mercado. Para o meio Çalhanoğlu (ex-Leverkusen) chega para o ser um excelente camisa 10, e Biglia, volante argentino, reforça a proteção à zaga.

milan contratações 2017

O Milan vem pesado para o próximo ano (Foto: Reprodução/Correio Capixaba)

Para a própria defesa, Bonucci, um dos pilares da forte defesa da Juve, e Musacchio chegam para dominar a posição. Ricardo Rodriguez, excelente lateral-esquerdo ex-Wolfsburg, também será titular no time. Mais à frente, André Silva chega com status de pupilo de Cristiano Ronaldo e será o homem gol do time.

Além destes nomes, a renovação com o excelente Donnarruma foi a manutenção de um jogador classe A no elenco, com potencial para ser o dono da camisa 1 italiana.

Inicio da temporada

Entre promessas e jogadores renomados, o elenco atual do clube teve um custo altíssimo para os cofres rossoneri e promete justificar esse investimento dentro de campo.

O Milan iniciou a temporada participando da International Champions Cup – torneio que reúne alguns dos maiores times do planeta para disputar alguns jogos amistosos.

A equipe, que ainda não contava com todos os reforços, teve um aproveitamento mediano. Em dois jogos conseguiu uma vitoria e uma derrota. A derrota veio contra o Borussia Dortmund pelo placar de 3 a 1. A vitória, por sua vez, contra o badalado Bayern, mostrou um intenso poderio ofensivo e terminou em 4 a 0. E nada como uma goleada para renovar os ânimos.

Já por partidas oficiais, os resultados foram animadores. Na fase preliminar da Europa League, os milanistas venceram o Universitatea Craiova, da Romênia, por 3 a 0 no placar agregado. E ainda aplicou uma goleada de 7 a 0 sobre o fraco Shkëndija, da Macedônia. Com estes resultados o Milan se classificou para a fase grupos da competição europeia. Além disso, o time estreou com uma vitória fora de casa na Serie A em cima do Crotone por 3 a 0.

calhanoglu andré silva gol

Os reforços já ajudaram o Milan nos principais desafios (Foto: Reprodução/ESPN)

O cenário momentâneo é excelente e o Milan aparenta ter tudo para voltar a jogar como um gigante. Basta esperarmos para saber se todas as apostas feitas a respeito do clube irão se concretizar.

Enquanto isso, o mundo da bola sorri com a aparente reestruturação do time. Clubes gigantes precisam estar sempre ganhando títulos e disputando as melhores competições. O Milan está voltando, se reerguendo e faminto por títulos.

O futebol agradece.

FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Marco Aurélio Alencar

Marco Aurélio Alencar

Estudante de Jornalismo da UFF. Torcedor do Flamengo e apaixonado por esporte, principalmente futebol. Goleiro nas horas vagas também.



Related Articles

Raio-X: A honra da Itália veste bianconero

Desde a temporada 2012-13 que apenas a Juve consegue representar a Itália além das oitavas de final da Champions (Foto:

Inter x Milan: a briga por uma vaga na Europa

Milan e Inter revivem clássico decisivo com saudades do passado (Foto: Reuters) Times de Milão se enfrentam neste sábado pela

Napoli x Roma: Temos um campeonato

Torcida da Roma faz festa mesmo com o time decepcionando na temporada (Foto: fb.com/officialasroma) Após verem a Juventus abrir folga

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido