NFL – Prévia de Divisão: AFC Sul

NFL – Prévia de Divisão: AFC Sul
FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Uma divisão muito equilibrada, onde os quarterbacks serão o diferencial: confira a prévia da AFC Sul

AFC Sul: Indianapolis Colts, Jacksonville Jaguars, Houston Texans e Tennessee Titans

Indianapolis Colts

Os Colts perderam espaço nos últimos anos na AFC Sul. Enquanto os rivais melhoraram seus times com nomes consagrados e jogadores jovens, Indy ficou estagnado e com um elenco mais envelhecido. O diferencial é que a franquia tem o costume de ter o melhor QB da divisão.

Apenas metade das mudanças pedidas pelos torcedores aconteceu para 2017. O general manager Ryan Grigson finalmente foi demitido após anos sem montar um time competitivo. Por outro lado, o contestado Chuck Pagano continua como head coach da franquia.

Chris Ballard, ex-GM dos Chiefs já chegou colocando o pé na porta. Nomes como Trent Cole, Erik Walden, Patrick Robinson, Arthur Jones e D’Qwell Jackson já foram embora. Sobrou até para o long snapper Matt Overton. Os tempos de contrato caro para veteranos parecem ter chegado ao fim em Indianapolis. Mesmo assim, Frank Gore continua sendo o principal RB do time com TRINTA E QUATRO ANOS. O calouro Marlon Mack, de South Florida, pode receber chances importantes.

andrew-luck-lançamento-green-bay-packers

Temporada dos Colts depende de quando Luck voltará (Foto: Jeffrey Phelps/AP)

Embora a linha ofensiva tenha deixado Andrew Luck apanhar bastante, foi a secundária que acabou sendo reforçada – o que acabou sendo bom, já que a cozinha dos Colts é muito bagunçada. A maior esperança é o safety Malik Hooker, de Ohio State. O problema é que o calouro já começou a pré-temporada na lista de lesionados. Se juntar o histórico de lesões dele e dos Colts, podemos ter uma espécie de Rosicky, no Arsenal ou Reus, no Dortmund.

Andrew Luck finalmente fez a cirurgia no ombro lesionado desde 2015. Se os Colts não apressarem sua recuperação, o camisa 12 finalmente poderá voltar a jogar 100% saudável. De brinde, o QB ganhou Kamar Aiken para fazer uma dupla interessante de recebedores com o já excelente T.Y. Hilton.

O QB não deve jogar na Semana 1 e pode ficar mais tempo de fora. Se for o caso, Scott Tolzien comandará a equipe por cerca de seis jogos. Se isso já não fosse ruim o bastante, os Colts pegam defesas fortes nas quatro primeiras semanas: Rams, Cardinals, Browns e Seahawks. Mais uma vez a temporada depende de quantos jogos saudáveis Luck terá. O lado bom desse início é que o QB pode voltar a tempo de jogar os seis jogos contra os rivais da AFC Sul.

Previsão: 6-10

Jacksonville Jaguars

Os Jaguars chegam com muita expectativa para 2017. O elenco desde o ano passado começou a receber nomes de peso na free agency, além de dois drafts muito bem avaliados. O running back Leonard Fournette chega de LSU com a pressão do caminhão de jardas e TDs que conseguiu no College. O camisa 27 tem uma função: tirar a pressão de Blake Bortles.

O quarterback deu esperanças após um belo 2015. Porém, na temporada passada, Bortles andou cinco casas pra trás e fez a franquia ter uma campanha pior do que no ano anterior (mesmo com um time melhor). Você mede a falta de confiança num QB quando imprensa e torcida companheiros de time fazem lobby para que CHAD HENNE seja titular. Jalen Ramsey curtir um artigo no Instagram falando de prováveis substitutos de Bortles também não ajuda muito.

blake bortles chutando

Perder a posição para Chad Henne é de chutar o pau da barraca (Foto: Tim Ireland/AP)

Por mais que pré-temporada não seja muito parâmetro, era a hora de Bortles mostrar que a posição tem dono. Bem, tinha dono. O camisa 5 foi mal e viu Chad Henne e até o segundo-anista Brandon Allen jogarem com muito mais vontade e efetividade. Se as coisas continuarem assim, a possibilidade de Bortles não terminar o ano como titular cresce a cada dia.

O problema na posição de quarterback chega a ser uma pena para a defesa, que evoluiu demais na última temporada. A.J. Bouye chega para formar com Jalen Ramsey a dupla mais promissora de cornerbacks na NFL. Os dois ainda ganharam a companhia do safety Barry Church – um belo upgrade em relação à Johnathan Cyprien. A linha defensiva, que já contava com Malik Jackson, Yannick Ngakoue e Dante Fowler, ainda se reforçou com Calais Campbell, um dos melhores DEs da liga.

Por conta da última posição na AFC Sul ano passado, os Jaguars têm pela frente New York Jets e Los Angeles Chargers, enquanto os rivais da divisão pegam adversários mais difíceis. Numa divisão equilibrada em, que a defesa dos Jax pode roubar algumas vitórias, triunfar sobre NY e LA é obrigação para brigar pelo título. Não é difícil imaginar Kirk Cousins ou Alex Smith sendo apresentados na piscina do EverBank Field em 2018. A franquia geralmente ganha em Londres… abre o olho, Shahid Khan!

Previsão: 6-10

Houston Texans

Os Texans vêm de um bicampeonato na divisão. O reinado não é lá muito convincente, pois a AFC Sul tem sido a terra onde os quatro times fazem de tudo para não ganhar. Assim, Houston prevaleceu mesmo sob comando de Bryan Hoyer (2015) e Brock Osweiler (2016). A expectativa é que a defesa continue levando o time aos playoffs.

Tom Savage e o calouro DeShaun Watson não estão prontos para serem líderes na NFL, porém é difícil imaginar que qualquer um deles seja pior do que Osweiler. A expectativa é que Savage comece a temporada como starter e que Watson ganhe espaço aos poucos. O ex-jogador de Clemson vem fazendo uma boa pré-temporada e as chances como titular não devem demorar muito.

deshaun watson houston texans

Watson está com sede de titularidade em Houston (Foto: Jason E. Miczek/AP)

Com essa inexperiência no posto de quarterback, o jogo corrido será muito importante para os Texans. Lamar Miller, Alfred Blue e o novato D’Onta Foreman podem formar uma boa trinca de RBs e tirar a pressão de Savage/Watson. O avanço por terra também ajuda DeAndre Hopkins, um dos melhores WRs da NFL. O camisa 10 será ainda mais marcado por conta da lesão de Will Fuller, que perderá boa parte da temporada.

Se o ataque preocupa, a defesa continua em ótimas mãos. O carro-chefe que carregou Houston nos últimos anos segue a todo vapor com J.J. Watt, Jadeveon Clowney, Whitney Mercilus e companhia. A baixa fica pela saída de A.J. Bouye para o rival Jacksonville. Lançar a bola contra Ramsey e Bouye logo na Semana 1 pode ser um problema para Tom Savage. Lei do ex em ação.

Os Texans dominaram os confrontos diretos, com 5-1 em 2015 e 2016. Isso pode fazer a diferença numa divisão equilibrada, assim como no ano passado – quando esse critério colocou Houston na frente dos Titans. Por conta do título, Houston enfrenta algumas pedreiras que seus rivais não pegarão. E elas chegam logo no início da temporada: visita Patriots na Semana 3 e recebe Chiefs na 5. Vitória contra Jax e Titans nas Semanas 1 e 4 são vitais.

Previsão: 9-7 (pelo quarto ano seguido)

Tennessee Titans

Os Titans chegam como fortes candidatos ao título da AFC Sul após quase conseguir isso ano passado. O desenvolvimento meteórico do time e de Marcus Mariota pegou muita gente de surpresa. Além do QB, o running back DeMarco Murray deu a volta por cima na carreira e foi a principal arma ofensiva dos Titãs.

A offseason foi bem produtiva para os lados do Tennessee. O elenco que tinha poucas carências foi reforçado à dedo. Logan Ryan, o melhor cornerback do Patriots (sim, melhor que Malcolm Butler), é a nova atração da secundária. Do draft, veio o melhor wide receiver da classe, Corey Davis, de Western Michigan.

mariota titans

Mariota quer evitar a queda-livre que Bortles sofreu em seu terceiro ano na NFL (Foto: Mark Zaleski/AP)

A comparação mais notável dos Titans para os seus rivais é que dificilmente Tennessee tem jogadores head to head melhores, mas o conjunto todo e o sistema de jogo se sobressaem em relação aos outros. Exceções podem ser feitas à jogadores de linha, mas em posição que “definem pra valer”, só DeMarco Murray é o melhor da divisão. Em resumo, Tennessee tem a melhor combinação “time + QB”.

A divisão pode ser definida superficialmente com alguns pré-conceitos. Colts: pior defesa, melhor QB; Jaguars: excelente defesa e QB incógnita; Texans: excelente defesa, QB incógnita; Titans: boa defesa, bom e promissor QB. O conjunto larga com favoritismo.

Previsão: 10-6

O destino da AFC Sul passa principalmente pelos quarterbacks. As incógnitas de Houston e Jax podem ser “amenizadas” pelas defesas. Já para Indy e Tennessee é essencial que Luck e Mariota fiquem longe das lesões dessa vez. Os confrontos diretos aqui valem muito mais do que na maioria das outras divisões da NFL.

Confira também as prévias das divisões Norte, Leste e Oeste da AFC


Veja tudo sobre a maior liga de futebol americano do mundo na RISE Esportes! Análises, prévias de divisão e uma leitura diferente sobre a temporada da NFL você acompanha aqui.

FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Vinícius Mathias

Vinícius Mathias

Jornalista e ala-armador nas horas vagas. Sofre nas ligas americanas com Timberwolves, Jaguars, Sharks e Angels. Se arrepende por não ter escolhido o Seahawks. Chelsea e Alemanha trazem felicidade no futebol, pelo menos. Fã de Aaron Rodgers, Jimmie Johnson, Kevin Garnett, Kimi Räikkönen e de uma Heineken bem gelada.



Related Articles

Boas escolhas e gente dormindo: teve de tudo!

Roger Goodell, o cara “mais adorado” da NFL, iniciando os trabalhos do segundo dia (Foto: Reprodução/USA TODAY) Algumas escolhas de

Especial NFL – Mock Draft 2017

Ah, o Draft da NFL! O momento tão aguardado por muitos. Hora de saber o que os times vão fazer com

NFL – Análise da temporada: Minnesota Vikings

Vikings visitando seu maior rival, Green Bay Packers, no Lambeau Field (Foto: Reprodução/Minnesota Vikings) Casa nova, mas inconstância antiga e

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido