GP do Azerbaijão: Daniel Ricciardo vence corrida imprevisível

GP do Azerbaijão: Daniel Ricciardo vence corrida imprevisível
FacebookLinkedInTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Tudo o que ninguém esperava da F1, ou não tinha coragem de acreditar ser possível, aconteceu no último domingo.

No Grande Prêmio do Azerbaijão, realizado em Baku, na capital do país, a prova terminou de uma maneira que ninguém foi capaz de prever: venceu Daniel Ricciardo, da RBR. Em segundo ficou Valtteri Bottas, da Mercedes. Fechando o pódio em terceiro, Lance Stroll, da Williams. Vettel e Hamilton, líder e vice-líder do campeonato, terminaram em quarto e quinto, respectivamente. Felipe massa abandonou, após chegar a andar em terceiro. Além da vitória inesperada de RBR e do surpreendente pódio de Stroll, a corrida foi repleta de incidentes, inclusive uma batida proposital de Vettel em Hamilton. De fato, o GP do Azerbaijão é digno de um episódio de “corrida maluca”. Veja porque!

O início da história

Lewis Hamilton (GBR) Mercedes-Benz F1 W08 Hybrid leads at the start of the race at Formula One World Championship, Rd8, Azerbaijan Grand Prix, Race, Baku City Circuit, Baku, Azerbaijan, Sunday 25 June 2017. © Sutton Images

A largada já foi tumultuada (Foto: Sutton Images)

Em mais um treino classificatório dominado por Mercedes e Ferrari, Hamilton conquistou a quinta pole no ano. Depois dele se seguiram: Bottas, Raikkonen e Vettel. A expectativa era de mais uma corrida fácil para as Mercedes, que, supostamente, levariam vantagem na pista do Azerbaijão.

Em uma largada disputada, sobrou para Bottas e Raikkonen, que se tocaram e foram os primeiros a espalhar pedaços de carro pela pista. Por conta do acidente, Bottas teve que parar nos boxes e caiu para a última posição. Entretanto, ao longo da corrida, escalou o grid inteiro para chegar em segundo. Já Kimi Raikkonen não teve a mesma sorte. Seu carro perdeu desempenho e ele se complicou na prova. Mais adiante, o finlandês da Ferrari ainda teve o pneu furado. A série de azares por fim o levou a abandonar a prova.

Primeiros problemas

Parecia então que tudo estava entre Hamilton e Vettel. Porém, outros pequenos incidentes foram espalhando detritos pela pista. Verstappen, que andava forte, também abandonou a prova por problemas mecânicos. Além disso, o safety car foi chamado a entrar na pista por duas vezes seguidas. Uma delas se deveu à remoção da STR de Daniil Kvyat, que abandonou a prova. A outra entrada se deu apenas para possibilitar a remoção de mais detritos. Nas duas relargadas Massa conseguiu ultrapassagens, em uma ótima atuação.

Enquanto todos  se enfileiravam atrás do safety car, Hamilton, que liderava, reduziu inexplicavemente a  velocidade, fazendo com que Sebastian Vettel colidisse na sua traseira. Com raiva, o alemão botou seu carro ao lado do inglês e colidiu propositalmente. A “revanche” não foi bem vista, e os comissários de prova  a deixaram “sob investigação”.

Pouco depois: bandeira vermelha. Prova interrompida para que a pista pudesse ser limpa adequadamente.

Mais surpresas

Após a retomada da corrida,  mais surpresas. O brasileiro Felipe Massa infelizmente abandonou poucas voltas depois, com problemas na suspensão. Hamilton, que liderava, teve que parar nos boxes por um motivo um tanto estranho: a proteção de seu pescoço saiu da posição, e ele não conseguiu arrumá-la de dentro do cockpit. A parada custou a vitória ao inglês, que caiu para o meio do pelotão.

Porém, também não foi Vettel quem assumiu definitivamente  a liderança. Devido  à atitude antidesportiva, o piloto tomou  uma punição de 10 segundos. Ele também caiu para o meio do pelotão, porém uma posição a frente do  rival da Mercedes. Mantendo-se na frente de Hamilton até o fim da prova, Vettel ainda conseguiu marcar mais pontos, aumentando sua vantagem na liderança do campeonato.

Desfecho

Race winner Daniel Ricciardo (AUS) Red Bull Racing in the Press Conference with Lance Stroll (CDN) Williams at Formula One World Championship, Rd8, Azerbaijan Grand Prix, Race, Baku City Circuit, Baku, Azerbaijan, Sunday 25 June 2017. © Sutton Images

Ricciardo e Stroll bem felizes após o pódio. (Foto: Sutton Images)

Ricciardo  e Stroll foram sobrevivendo no meio da confusão até herdar a primeira e a segunda posições. Porém, para não faltar emoção, Bottas ultrapassou Stroll na reta de chegada, assumindo o segundo lugar. O desfecho para os três primeiros é muito positivo. Ricciardo se consolida cada vez mais como um grande piloto, e Bottas também. Já Stroll, ao conquistar seu primeiro pódio, silencia muitas das críticas que vinha sofrendo pelos resultados ruins até então. Porém, para Vettel e Hamilton, o GP do Azerbaijão ainda vai render, com certeza. Nesse final de  semana, a pista de Baku proporcionou a prova mais impressionante da temporada até agora. Vamos ver o que vem por aí.

FacebookLinkedInTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Diogo Bugalho

Diogo Bugalho

Estudante de jornalismo interessado por assuntos muito diversos, como esportes e carros. Ao juntar as duas paixões, virou um super fã de automobilismo que acompanha a Formula 1 desde criancinha, literalmente. Hoje, além de assistir tudo que pode da F1, ainda tenta acompanhar outras categorias de corridas, seja de carro, de moto ou de qualquer coisa.



Related Articles

Réveillon antecipado na IndyCar

Com o aval da licença poética: “não sei se é carro ou se é um anjo/exagero é falar de você/passo

Surpreendente, lendária, vibrante: essa é a Indy500

Grid de largada da 101ª edição das 500 Milhas de Indianápolis (Foto:Beto Issa) Uma prova de 200 voltas que, apesar

Vettel vence novamente no GP do Bahrein

A festa é da Ferrari (Foto: Sutton Motorsport Images) A terceira etapa da temporada foi, sem dúvida, a mais emocionante

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido