Enfim, a vitória

Enfim, a vitória
FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Enfim Os Guerreiros reencontram o caminho da vitória (Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

Tricolor aproveita falha individual para abrir o placar e tomar o controle da partida. Após quatro jogos sem vencer na competição, time goleia e pula para a sexta colocação

O Fluminense entrou em campo pressionado para vencer o lanterna da competição e encerrar a incômoda sequência sem vitórias. Mais pressionado estava o Avaí que, disposto a vencer, conseguiu manter a partida equilibrada até falha individual do goleiro. A partir daí, domínio tricolor e três pontos garantidos sem sustos.

Ausência importante

Quanta bola vem jogando esse menino! (Foto: Mailson Santana/Fluminense FC)

Como se já não bastassem todos os desfalques, Abel Braga não pode contar também com Wendel para a partida dessa quarta-feira. Um dos melhores – se não o melhor – jogador tricolor nos últimos jogos e destaque no Fla-Flu, na última rodada, o meia sofreu uma entorse no joelho e não viajou com o restante do time para Florianópolis. Ainda sem poder contar com Sornoza, que se recupera de uma lesão, Abelão precisaria quebrar a cabeça mais uma vez.

O jogo

Lateral faz uma estreia muito ruim e passa longe de seus dias de glória (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.C.)

Os Guerreiros entraram em campo e logo se surpreenderam com o ímpeto do time catarinense. Disposto a manter sua invencibilidade na Ressacada – uma vitória e dois empates –, o Leão foi para cima do Flu, que não se acuou. Resultado: um jogo quente e disputado até a metade do primeiro tempo.

Já prestes a se preocupar em completar mais um jogo sem vencer, o torcedor tricolor pôde respirar aliviado. Aos 28 minutos, o goleiro Kozlinski se complica logo na frente do artilheiro do campeonato. Frio, o camisa 9 abre o placar e dá início a um domínio que se estenderia até o apito final. Aproveitando-se do momento da partida, o tricolor das Laranjeiras aumentou seu ritmo e fez valer sua superioridade, tendo a oportunidade de ampliar com Richarlison logo no lance seguinte. Mas o gol sairia 5 minutos mais tarde. Estreante da noite, o consagrado lateral direito Maicon sobe para dividir com Reginaldo após cobrança de escanteio e acaba cabeceando contra a própria meta.

Voltando para o segundo tempo sem nenhuma modificação, o Fluminense abusou de sua superioridade técnica para controlar ainda mais a partida. Mantendo-se no campo de ataque durante quase toda a segunda etapa, o torcedor viu mais um jogador formado em sua base se consagrar. Já tendo feito uma boa partida contra o Flamengo, o lateral esquerdo Mascarenhas viveu a emoção de anotar o seu primeiro gol como profissional. E que golaço! O menino arrisca de fora da área e, após desvio – Maicon novamente –, a bola morre no fundo da rede.

A torcida do Flu ainda pôde se tranquilizar em relação à defesa: primeiro jogo no Brasileirão sem sofrer gols e, de quebra, atuação sólida do goleiro Júlio César. Não que ele tenha precisado trabalhar bastante, porém, foi seguro nos lances em que se fez necessário. Continuo defendendo a ideia de que Cavallieri merece a titularidade, mas a justiça precisa ser feita.

Henrique Dourado voando

Nós te reverenciamos, mito! (Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

Mais uma vez é preciso separar um espaço para o centro avante tricolor. Após inúmeras desconfianças e críticas – justas – por conta de um 2016 fraquíssimo, Dourado tem se mostrado essencial para o Time de Guerreiros. O gol marcado contra o Avaí demonstra toda a sua garra e entrega: dando um pique que por um momento me fez confundi-lo com Wellington Silva, ele toma a bola do goleiro, dribla-o com uma frieza incrível e empurra para o fundo da rede. Com um elenco recheado de jovens garotos dispostos a correr o que podem e o que não podem, o atacante tem mostrado que é possível jogar bem e anotar muitos gols mesmo sem ser dotado de uma técnica fora do normal.

Com o gol na última rodada, o Ceifador chega a nove gols em nove jogos e se torna o artilheiro com maior número de gols no país. Após ser criticado de todas as formas possíveis, inclusive de que só anota gols de pênalti, Henrique Dourado tem sido o atacante dos sonhos para o Fluminense. Já inclusive tendo recebido proposta internacional, só te faço um único pedido: não faça eu me arrepender da atenção especial dada a você!

Nada de jogo mole

Passada a vitória, o Time de Guerreiros volta suas atenções para mais um duelo importante pelo Campeonato Brasileiro. Mesmo em má fase, enfrentar o São Paulo em seus domínios nunca foi tarefa fácil para time nenhum. Uma vitória no Morumbi manteria o tricolor carioca em ascensão e elevaria a moral do grupo, enquanto uma derrota pode fazer com que o bom resultado obtido em Florianópolis seja quase que sem valor. Henrique Dourado, inspire-se em Washington!

FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Matheus Deccache

Matheus Deccache

Tentado ao lado (rubro)negro da força, não cedeu e se tornou tricolor. Tem um carinho especial pela bola redonda e oval. Durante muito tempo teve o sonho de se tornar um jogador de futebol e vestir a amarelinha. Mais tarde, passou a enxergar com clareza e utilizar as palavras para que todos entendessem sua paixão pelo mundo maravilhoso do esporte.



Related Articles

Nada de novo sob o Sol

Nenê completou 100 jogos pelo Gigante: marca passou em branco diante do resultado (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br) Três semanas depois,

Flamengo poderia estar com a mão na taça

Éverton fez o gol da vitória do Flamengo (Foto: Divulgação/Flamengo) Flamengo vence pelo placar mínimo, perde chances e deixa gostinho

Grêmio x Cruzeiro: Nó Tático

Grêmio x Cruzeiro é o duelo dos papões da Copa do Brasil. Duelo de gigantes: neste Grêmio x Cruzeiro, um

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido