GP do Canadá – Hamilton vence após liderar de ponta a ponta

GP do Canadá – Hamilton vence após liderar de ponta a ponta
FacebookLinkedInTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

(Foto: Sutton Motorsport Images)

Britânico da Mercedes vence com facilidade após largar da pole position

O Grande Prêmio do Canadá, realizado no circuito Gilles Villeneuve, em Montreal, foi vencido mais uma vez por Lewis Hamilton. É a terceira vitória dele na temporada e a sexta na pista canadense.  Em um fim de semana perfeito para a Mercedes, Lewis Hamilton conseguiu cravar a pole position e chegar em primeiro, após largar bem e liderar a prova inteira. O finlandês Valtteri Bottas, seu companheiro de equipe, largou em terceiro mas terminou em segundo. Daniel Ricciardo, australiano da RBR, completou o pódio.

Se por um lado perfeito para a Mercedes, a corrida em Montreal foi complicada para a Ferrari. Na prova anterior, o GP de Mônaco, ocorreu  justamente o inverso: dobradinha da Ferrari e problemas para a Mercedes. Assim, a prova do Canadá serviu quase como uma revanche – que incendiou completamente o campeonato. No GP canadense, Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen chegaram em 4º e 7º , respectivamente. Vettel ainda segura a liderança no campeonato, mas viu Hamilton se aproximar com essa vitória. Hoje o alemão soma 141 pontos, enquanto o britânico, 129. A briga é boa, e nada está definido na temporada de 2017. Veja como foi o GP do Canadá:

Os treinos

Lewis Hamilton (GBR) Mercedes-Benz F1 W08 Hybrid at Formula One World Championship, Rd7, Canadian Grand Prix, Qualifying, Montreal, Canada, Saturday 10 June 2017. © Sutton Images

Hamilton conseguiu marcar a pole no Canadá (Foto: Sutton Motorsport Images)

Os treinos na temporada de 2017  têm sido, na verdade, um tanto quanto previsíveis. Sempre dominados pela Mercedes e pela Ferrari, dificilmente têm surgido surpresas. Nos treinos livres, são sempre os pilotos dessas equipes que se revezam na marcação dos melhores tempos. Porém, na classificação, a Mercedes tem se mostrado melhor do que sua rival. E no Canadá, a tendência simplesmente se confirmou, sem maiores dificuldades. Hamilton marcou a pole, com o tempo de 1:11.459, quebrando o recorde da pista. Ele realmente encaixou uma volta impressionante. Antes desse sábado, o recorde do circuito Gilles Villeneuve era de 1:13.622, tempo marcado por Rubens Barrichello em 2004.

Depois de Hamilton, seguiram-se no grid de classificação: Vettel, Bottas, Raikkonen, Verstappen, Ricciardo e Massa, respectivamente.

A pole de Hamilton foi a 65ª de sua carreira. Com essa marca, ele se iguala ao número de poles de seu grande ídolo, Ayrton Senna. Ambos só tem menos poles do que Schumacher, que  largou em primeiro 68 vezes. Por atingir essa marca, Lewis ganhou um capacete de Ayrton Senna, dado presente pela família Senna para parabenizar o piloto britânico.  Ele se emocionou com a homenagem.

Pole sitter Lewis Hamilton (GBR) Mercedes AMG F1 with the helmet of Ayrton Senna in the Press Conference at Formula One World Championship, Rd7, Canadian Grand Prix, Qualifying, Montreal, Canada, Saturday 10 June 2017. © Sutton Motorsport Images

O inglês gostou do capacete que ganhou de presente (Foto: Sutton Motorsport Images)

A Corrida

A largada foi mais uma vez decisiva para o resultado da corrida. Hamilton largou bem e manteve a liderança. Atrás dele, Vettel, que vinha em segundo, se atrasou e foi ultrapassado por Max Verstappen, que pulou algumas posições. Entretanto, nessa manobra os carros se tocaram e Vettel perdeu parte da asa dianteira.  Por conta do pequeno accidente, o alemão teve que parar nos boxes e ficou para trás na corrida. Daí para frente, teve que fazer uma prova de recuperação.

Lewis Hamilton (GBR) Mercedes-Benz F1 W08 Hybrid leads as Valtteri Bottas (FIN) Mercedes-Benz F1 W08 Hybrid and Max Verstappen (NED) Red Bull Racing RB13 battle for position at Formula One World Championship, Rd7, Canadian Grand Prix, Race, Montreal, Canada, Sunday 11 June 2017. © Sutton Images

A largada: Verstappen pulou para segundo (Foto: Sutton Motorsport Images)

Também na largada Grosjean, Sainz e Massa se envolveram em uma lambança que tirou da prova estes dois últimos. Fim de corrida para o brasileiro, que apesar de não ter culpa alguma no acidente acabou por ser prejudicado. Ainda nas primeiras voltas, Verstappen, que ia em segundo após bela largada, também abandonou por conta de problemas mecânicos, deixando a posição para Valtteri Bottas.

A partir a corrida prosseguiu sem grandes novidades, apenas com algumas ultrapassagens no pelotão do meio e outras por conta de pit stops. Mais uma vez a Ferrari fez seus jogos de equipe, e conseguiu passar Raikkonen para trás de Vettel por conta das estratégias de boxes. O que se mostrou uma decisão sensata, visto que o carro de Kimi não estava funcionando tão bem quanto o do companheiro e, assim, o alemão – que estava voando baixo – ficou livre para buscar posições.

Um pouco depois do meio da corrida, Hamilton, Bottas e Ricciardo já estavam nas posições em que terminariam. Atrás deles vinham os dois pilotos da Force India, Perez e Ocon, pressionando o australiano que ocupava o terceiro lugar – uma bela disputa. O resultado era ótimo para a pequena equipe indiana. Porém, faltando 8 voltas para o final, Vettel começou seu ataque sobre esses  pilotos e conseguiu ultrapassá-los para terminar na quarta colocação.

Nas últimas voltas Alonso e Kvyat também abandonaram a prova, ambos devido a problemas mecânicos. Vale ressaltar também o resultado do canadense Lance Stroll, que correndo em casa chegou em nono e marcou seus primeiros pontos. No final, Hamilton, Bottas e Ricciardo fizeram a festa no pódio. Nada fora do que se esperava.

Race winner Lewis Hamilton (GBR) Mercedes AMG F1 celebrates on the podium at Formula One World Championship, Rd7, Canadian Grand Prix, Race, Montreal, Canada, Sunday 11 June 2017. © Sutton Images

Hamilton comemorou sua vitória carregando uma bandeira do Reino Unido (Foto: Sutton Motorsport Images)

FacebookLinkedInTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Diogo Bugalho

Diogo Bugalho

Estudante de jornalismo interessado por assuntos muito diversos, como esportes e carros. Ao juntar as duas paixões, virou um super fã de automobilismo que acompanha a Formula 1 desde criancinha, literalmente. Hoje, além de assistir tudo que pode da F1, ainda tenta acompanhar outras categorias de corridas, seja de carro, de moto ou de qualquer coisa.



Related Articles

GP dos EUA: o holandês voador

GP do Brasil em 2016, após fantástica manobra de ultrapassagem sobre Nico Rosberg (Foto: Getty Images) A festa foi da

IndyCar: Iowa de verde e amarelo

Desde o GP de Detroit de 2014 sem vencer, Helio Castroneves quebrou o jejum desagradável e voltou a escalar o

Vettel vence novamente no GP do Bahrein

A festa é da Ferrari (Foto: Sutton Motorsport Images) A terceira etapa da temporada foi, sem dúvida, a mais emocionante

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido