Fórmula 1 – Próxima parada: Canadá

Fórmula 1 – Próxima parada: Canadá
FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

O circuito de Montreal possui um formato um tanto peculiar (Foto: http://www.thef1spectator.com)

Vibrante em história, o Grande Prêmio do Canadá foi a primeira vitória de várias estrelas da F1, e diz-se que seu famoso muro formou vários campeões

A Fórmula 1 tradicionalmente interrompe seu tour pela Europa para fazer uma pequena parada no Canadá. Em 2017, a prova canadense será a sétima da temporada: depois dela teremos mais de um terço do campeonato realizado. A pista de Montreal, onde atualmente é realizado o GP, proporciona resultados às vezes inesperados. Vamos ver o que a corrida nos reserva esse ano!

O Grande Prêmio do Canadá de 2017 será realizado no próximo domingo, dia 11 de junho. Saiba um pouco mais sobre a história da corrida:

Desde 1967

A corrida no Canadá também é uma das mais tradicionais da Fórmula 1: está no calendário desde 1967. Desde então, só não foi realizada em 1975, 1987 e 2009. O primeiro GP no país foi realizado no autódromo Motorsport Park, localizado nas proximidades de Toronto. Nos anos seguintes, a realização da prova foi se alternando entre os autódromos de Motorsport Park e Mont-Tremblant, este localizado nas proximidades de Montreal. Em 1978 a corrida se mudou para a cidade de Montreal, mais especificamente para a  Île Notre-Dame – uma ilha artificial no Rio São Lourenço -, onde está até hoje.  Posteriormente esse circuito recebeu o nome de Circuito Gilles Villeneuve, em homenagem ao piloto canadense, que conquistou sua primeira vitória no primeiro GP realizado naquela pista.

O circuito Gilles Villeneuve há algumas décadas (Foto: Wikimedia Commons)

Em 2017, quase ficou de fora

O GP do Canadá não estava confirmado quando divulgaram o calendário da temporada de 2017. Vale lembrar que o GP do Brasil ficou na mesma situação. Todavia, as autoridades canadenses conseguiram obter os recursos necessários para confirmar a realização da prova. A corrida brasileira também foi confirmada pouco depois. Assim, o calendário de 2017 ficou completo, com 20 corridas, incluindo essas duas tão tradicionais.

Primeiras vitórias

Além do lendário Gilles Villeneuve, dois dos melhores pilotos do grid atual, Lewis Hamilton e Daniel Ricciardo conquistaram suas primeiras vitórias justamente no Canadá. Hamilton venceu lá pela primeira vez em 2007, enquanto Ricciardo ganhou a prova em 2014.  Outros pilotos também conquistaram a primeira vitória na pista canadense. Podemos lembrar, por exemplo, do promissor Robert Kubica, piloto polonês que conquistou sua primeira e única vitória em Montreal.  Esses exemplos não vêm à toa. O circuito Gilles Villeneuve apresenta características bem peculiares: retas longas e curvas travadas, que podem confundir a ordem de forças entre as equipes e pilotos.

Apesar de tudo, dominada pelos grandes

Ainda que reserve surpresas, o GP do Canadá é dominado por duas lendas da Fórmula 1. Quem mais venceu por lá foi Michael Schumacher, que ganhou 7 vezes. Ele é seguido por Lewis Hamilton, que tem 5 vitórias na pista canadense.

Prova mais longa da história

O Grande Prêmio do Canadá de 2011 foi a corrida de Fórmula 1 mais longa da história, com a duração de 4h 04min 39s. A prova durou tanto tempo por conta das fortes chuvas na ocasião, que provocou a entrada do safety car, várias bandeiras amarelas e uma interrupção de 2h durante a corrida. No fim, quem venceu foi Jenson Button.

Em 2011, chovia forte durante a prova (Foto: Wikimedia Commons)

Muro dos campeões

O Autódromo Gilles Villeneuve não conta com muitas áreas de escape. Em diversos pontos, a pista é cercada por muros, que oferecem maior risco aos pilotos. O muro que contorna a última curva da pista era conhecido como “Muro do Quebec”, pois nele estava pintada a frase “Bem-vindo ao Quebec”. Porém, em 1999, três campeões mundiais – Damon Hill, Michael Schumacher e Jaques Villeneuve abandonaram a corrida pois colidiram com esse mesmo muro. A partir de então, a barreira ganhou o nome de “Muro dos Campeões”. Diz-se que um piloto talentoso consegue passar por esse ponto raspando no muro, porém sem colidir.

O Muro dos Campeões (Foto: Wikimedia Commons)

O GP do Canadá acontece no próximo domingo. Confira após a corrida a análise da RISE Esportes!

FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Diogo Bugalho

Diogo Bugalho

Estudante de jornalismo interessado por assuntos muito diversos, como esportes e carros. Ao juntar as duas paixões, virou um super fã de automobilismo que acompanha a Formula 1 desde criancinha, literalmente. Hoje, além de assistir tudo que pode da F1, ainda tenta acompanhar outras categorias de corridas, seja de carro, de moto ou de qualquer coisa.



Related Articles

GP do Japão: o tetra é logo ali

Hamilton foi entrevistado no pódio por Takuma Sato e além de provar o anel de campeão da Indy500, deu uma

GP da Bélgica: Hamilton domina em Spa-Francorchamps

Hamilton reduziu a distância para o líder do campeonato e conquistou sua 5ª vitória em 2017 (Foto: Reprodução/Mercedes) De ponta

GP da Espanha: Hamilton vence pela segunda vez em 2017

Hamilton e Vettel estão na briga pelo título (Foto: Sutton Motorsport Images) A quinta etapa do ano foi vencida pelo

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido