Página virada

Página virada
FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Richarlison foi o destaque da partida com um gol e uma assistência (Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

Fluminense esquece a eliminação do meio de semana, faz boa partida e se aproveita dos erros do adversário para sair do Maracanã vitorioso

Após uma derrota amarga no meio de semana que custou a eliminação precoce do time na Copa do Brasil, o Time de Guerreiros voltou a jogar bem para garantir a terceira vitória em quatro partidas nesse Campeonato Brasileiro. De quebra, acabou com um incômodo jejum de 6 jogos sem vencer o Vitória – 3 derrotas e 3 empates.

O jogo

Ceifador mostra que não precisa só de pênaltis para fazer gol e dispara na artilharia do Brasileirão (Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

O time baiano surpreendeu os cariocas ao entrar com uma formação que limitava seus jogadores de velocidade e por alguns minutos conseguiu ser superior na partida. Porém, por conta de sua inferioridade técnica o time pouco criou e não levou perigo ao goleiro Júlio César. Já o Fluminense aos poucos encontrava meios para sair da marcação e fazer seu jogo aparecer. Pressionando muito a saída de bola, não demorou para os erros acontecerem. Após o goleiro Fernando Miguel – que já havia errado anteriormente – repor uma bola péssima na lateral, Gustavo Scarpa aparece para tomar  e tocar para Richarlison, que finaliza muito bem de fora da área para abrir o placar para os donos da casa aos 33 minutos da etapa inicial.

Na volta para o segundo, Os Guerreiros continuaram pressionando o Vitória e não demorou muito para novas falhas ocorrerem. Logo aos 4 minutos, Richarlison rouba a bola e arranca em disparada pela esquerda. Ao fazer cruzamento rasteiro, o zagueiro Alan Costa fura bisonhamente e a bola sobra para Henrique Dourado marcar mais um gol no Brasileirão. Já é o sexto em quatro jogos, que coloca o Ceifador como artilheiro isolado da competição.

Neilton entra muito bem e ameaça a vitória tricolor

Atacante incendiou o jogo na etapa final e botou o Leão de volta na partida ( Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória/Divulgação)

Aos 18 minutos da etapa final o técnico Petkovic tira Paulinho e coloca Neilton. O jogador de 23 anos, que fazia sua estreia pelo time baiano, entrou muito bem na partida e deu outra cara ao jogo. Se antes já parecia decidido, com a sua entrada o torcedor tricolor teve motivos para se preocupar. Infiltrado pelo meio, o camisa 10 precisou de apenas 2 minutos para colocar Kieza na cara do gol e diminuir a partida. Passada a empolgação, o Fluminense voltou a ter o controle do jogo e ficou muito mais próximo do gol do que seu adversário, perdendo ótimas chances.

Novo ânimo

Com a vitória, o tricolor das Laranjeiras vira a página e conquista mais um bom resultado na competição. Ainda que as opções no banco de reservas não sejam tão boas quanto gostaríamos que fosse, Abel Braga mostra que é possível obter bons resultados em meio à adversidade. Já na terça-feira o Flu tem novo confronto também pelo Campeonato Brasileiro, contra o Atlético Paranaense. Jogando em seus domínios, uma vitória é fundamental para manter o time embalado e confiante. Mostrando a força e a garra de seu elenco, o que mais é necessário para não sermos vistos como o patinho feio do Brasileirão?

FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Matheus Deccache

Matheus Deccache

Tentado ao lado (rubro)negro da força, não cedeu e se tornou tricolor. Tem um carinho especial pela bola redonda e oval. Durante muito tempo teve o sonho de se tornar um jogador de futebol e vestir a amarelinha. Mais tarde, passou a enxergar com clareza e utilizar as palavras para que todos entendessem sua paixão pelo mundo maravilhoso do esporte.



Related Articles

Botafogo x Flamengo: é preciso ler nas entrelinhas

Diego teve a melhor chance do jogo, mas esbarrou na trave (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo). Ao final de Botafogo x

Estreia de Guerreiros

Time estreia bem e vence forte candidato ao título no Brasileirão (Foto: André Durão) Fluminense faz uma boa partida contra

A torcida merecia mais

Nenê foi o nome do jogo (foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br) Diante do Caldeirão lotado, Vasco só consegue uma tímida vitória de

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido