A rodada do título

A rodada do título
FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Pela décima vez em 25 anos, título espanhol foi decidido na última rodada. Dessa vez, foi para Cibeles (Foto: Divulgação/Real Madrid)

Real Madrid e Barcelona entram na rodada derradeira com chance de título – ambos vencem, mas é o clube blanco que comemora

Em jogos simultâneos, Madrid e Barça enfrentavam equipes do meio de tabela e esperavam levar o caneco do espanhol. Mas apenas uma ficou com a taça.

É campeão – Málaga 0 x 2 Real Madrid

Antes da partida, se tinham burburinhos sobre o Málaga possivelmente fazer corpo mole contra o Madrid. Os motivos eram dois: o clube malaguenho receberia quantia significável por Isco, ex-jogador do clube, ganhar o título espanhol. Além disso, o técnico da equipe, Michel foi um dos grandes ídolos do Real Madrid nos anos 80 e 90, quando era jogador e chegou até mesmo a declarar que não ficaria triste com uma vitória do clube merengue – ainda que também tenha dito que iria entrar jogando sério.

Alheio a isso tudo, o Real Madrid mesmo com a vantagem do empate foi para cima: aos 2′ a zaga do Málaga rebateu bola nos pés de Isco, o camisa 22 descolou passe de trivela e achou Ronaldo no meio da defesa malaguenha; o português arrancou, driblou Kameni e chutou pro gol. Oito dedos na taça. Real Madrid 1×0.

O Málaga assustava principalmente com Sandro Ramírez – cria de La Masia – que fez Navas trabalhar em duas finalizações perigosas, uma de falta. Do outro lado, Kameni evitou gols em bonitos chutes de Cristiano Ronaldo e Toni Kroos. Mas o placar foi para o intervalo ainda no 1×0.

No segundo tempo, o Madrid ampliaria logo aos 55′: Kroos cobrou escanteio e Ramos chegou chutando para defesa de Kameni que rebateu bola, ela bateu em Varane antes de Benzema, milimetricamente impedido, ampliar. 2×0 Madrid. Titulo praticamente assegurado. Acontecimento legal foi no momento da substituição de Isco, que ao deixar o campo foi aplaudido pelas torcidas de ambas as equipes.

Apesar das duas equipes terem protagonizado lances de perigo, o jogo terminou mesmo com o placar de 2×0 para o Real Madrid.  33º título espanhol na conta da equipe blanca, o maior campeão. O foco é agora no dia 3 de junho, na final da Liga dos Campeões contra a Juventus em Cardiff. Para ganhar a dobradinha UCL-La Liga pela primeira vez desde 1958.

É vice – Barcelona 4 x 2 Eibar

Messi fez mágica para virar o jogo para o Barcelona, mas não adiantou muito (Foto: Barcelona/Divulgação)

O Barcelona tinha uma missão complicada: deveria, além de vencer o Eibar, torcer para o Málaga vencer o Real Madrid se quisesse ser campeão espanhol pela terceira vez seguida. E se complicou ainda mais quando Inui, aos 6′, abriu o placar após receber cruzamento da direita e, sozinho na área, chutar para o gol. 0x1 Eibar. O Barcelona até chegava com perigo, mas esbarrava na própria incompetência nas finalizações ou no goleiro Yonel, em boa tarde. Para desespero dos culés, o placar foi ao intervalo dando vantagem ao Eibar

No segundo tempo, o Barcelona continuava a desperdiçar chances; com destaque para Messi, que após receber de Suárez preferiu tentar driblar o goleiro ao invés de chutar de primeira, perdendo grande chance. E como quem não faz leva, Inui ampliaria para o Eibar após finalizar bonito de primeira. 0x2 Eibar. Mas o Barcelona diminuiria logo dois minutos depois com Juncà colocando contra o próprio patrimônio chute de Neymar que explodiu na trave e bateu no joelho do lateral do Eibar. Barcelona 1×2.

O Barcelona teve chance de empatar em pênalti – ridiculamente – mal marcado, Alba se jogou na área e o juiz viu um toque do marcador do Eibar. Messi foi para a cobrança e… Yoel defendeu bonito. Entretanto, o empate não demoraria a vir: Álcacer desviou escanteio com a cabeça na primeira trave e Suárez marcou no segundo pau. Tudo igual no placar.

Aos 75′, o Barcelona viraria em pênalti – dessa vez bem marcado – de Capa em Neymar. Messi cobrou e fez o 3×2. Nos acréscimos do segundo tempo, após o Barcelona perder mais um montante de oportunidades claras, Messi marcaria mais um arrancando desde o meio de campo e deixando seus marcadores para trás. Golaço. Barcelona 4×2.

No final, a vitória não serviu para muita coisa além de dar um final minimamente honrado à campanha do Barcelona em La Liga. Agora é pensar na próxima temporada, sem Luis Enrique no comando, de saída do Camp Nou.

Outras partidas da rodada:

Granada 1 x 2 Espanyol

Sporting Gijón 2 x 2 Real Bétis

Leganés 1 x 1 Alavés

Deportivo La Coruña 3 x 0 Las Palmas

Sevilla 5 x 0 Osasuna

Atlético de Madrid 3 x 1 Athletic de Bilbao

Valência 1 x 3 Villarreal

Celta de Vigo 2 x 2 Real Sociedad

 

FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Matheus Wesley

Matheus Wesley

Aspirante a jornalista e apaixonado por futebol onde se parlla e onde se habla. Fã de tática e da história desse esporte incrível. Considera Zizou a síntese do "jogo bonito" e acha os desarmes de Cannavaro, Baresi e Maldini uma obra-prima tão bela quanto qualquer gol. Twitter: @Matheus11Wesley



Related Articles

A saída de Neymar

Garoto com camisa de Neymar observando a retirada da imagem de Neymar de propaganda do Barcelona (Imagem: Bleacher Report) Brasileiro

Tiki-taka: matando a saudade de La Liga

Casemiro e Bale marcaram na primeira partida do atual campeão Real Madrid (Foto: Divulgação/Real Madrid). Depois de 3 meses, o

Tiki-taka (8ª rodada): cala-te

Barcelona e Atlético empatam no primeiro confronto entre gigantes em La Liga; Cristiano volta a marcar e Valencia ganha em

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido