Nadal vence Thiem e conquista Madrid pela quinta vez

Nadal vence Thiem e conquista Madrid pela quinta vez
FacebookLinkedInTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Nadal segue imbatível jogando no saibro na atual temporada (Foto: Divulgação)

Jogando em casa, o espanhol teve que suar muito pelo título. Nas duplas, Marcelo Melo fica com o título ao lado de Kubot

Potência, intensidade, eficiência. O bom e velho Nadal (número 5 do mundo) precisou usar e abusar de três das suas maiores qualidades em quadra para bater o austríaco Dominic Thiem (9° no ranking da ATP) por 2 sets a 0 (7/6 [10×8] e 6/4) na eletrizante final de Madrid, neste domingo.

A intensidade de Nadal ditou o ritmo do jogo (Foto: Javier Soriano/AFP)

Natural de Manacor, na ilha de Mallorca, o Touro Miúra conquistou seu terceiro título na temporada, após as vitórias em Barcelona – também em cima do austríaco – e em Monte Carlo. Maior vencedor da temporada e invencível no saibro este ano, Nadal chega como favorito ao título de Roland Garros, que se inicia no fim do mês.

Dominic Thiem, um prodígio de 23 anos, chegou com autoridade à sua primeira final de Master 1000 e deu bastante trabalho ao espanhol. O jovem austríaco desponta como um dos grandes nomes da nova geração do tênis e pode assumir o protagonismo à medida que a era Fedal se aproxima do fim.

Para chegar à decisão, os dois tenistas fizeram campanhas bastante sólidas em suas chaves, tendo perdido apenas um set cada até a final. Nadal só enfrentou resistência contra Fábio Fognini, que costuma ser uma pedra no sapato do espanhol, e Thiem foi superado apenas no primeiro set do jogo contra Grigor Dimitrov, pela terceira rodada. Nas semi, vitória do austríaco sobre o uruguaio Pablo Cuevas, enquanto Nadal derrotou Novak Djokovic, na partida de número 50 entre os dois.

Em Madri, Nadal encerrou jejum de 7 jogos sem vencer Djokovic (Foto: Divulgação)

O duelo

O primeiro set, com duração de 1h18min já mostrou que o jogo seria de tirar o fôlego. A intensidade dos atletas impressionou durante toda a partida, com muitos rallys que levantaram a estrelada plateia madrilena, que contava com figuras como o ex-jogador de futebol Ronaldo e a lenda da ginástica Nadia Comăneci.

O Fenômeno curtiu a vitória de Nadal em Madri ao lado da namorada (Foto: EFE/JuanJo Martin)

No segundo set, o desgaste de Thiem e a fome de vitória de Nadal, fizeram com que o espanhol quebrasse o serviço do austríaco logo no primeiro game do set. A missão, que já era árdua, se tornou ainda mais difícil. O Toro Miúra manteve a intensidade e buscou administrar o resultado até o fim da partida, ainda que sempre ameaçado pelo número 9 do mundo.

O resultado não traduz exatamente o que foi o jogo. Thiem não foi presa fácil, fez uma grande partida e ofereceu muita resistência ao espanhol. Vendeu caro cada um de seus pontos e, em alguns momentos, tomou o controle da partida, mostrando que pode ser uma pedra no sapato dos favoritos ao título e surpreender em Paris. No entanto, os erros não forçados do austríaco e a força física do espanhol foram determinantes para a vitória do Touro Miúra em casa.

Nadal comemora o pentacampeonato em Madri (Foto: Divulgação)

Os dois tenistas voltam à quadra ainda essa semana para buscar o título do ATP de Roma, o último torneio preparatório antes de Roland Garros. Thiem, que é apontado como o possível sucessor de Nadal na terra batida, encara o vencedor do duelo entre o francês Adrien Manarino e o uruguaio Pablo Cuevas, enquanto o espanhol espera o compatriota Nicolás Almagro ou o italiano Andrea Seppi.

Brasil de volta ao topo

Na chave de duplas, a parceria formada pelo brasileiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot sagrou-se campeã do Master 1000 de Madrid. A recente dupla – formada em outubro de 2016 – demonstra que o pouco tempo jogando juntos não dificultou o entrosamento e já soma três títulos em quatro finais disputadas. Além da conquista em Madri no último domingo, Melo e Kubot venceram o Master 1000 de Miami também este ano e o ATP 500 de Viena, na Áustria, no ano passado.

Melo e Kubot conquistaram o segundo Master 1000 da parceria (Foto: Dennys Doyle/Getty Images Europe/Getty Images/AFP)

A vitória brasileira na Espanha consolidou ainda mais a ascensão do país no circuito de duplistas e rendeu à dupla de Melo a primeira posição no ranking da temporada. Agora, Marcelo e Lukasz tem pela frente o Master 1000 de Roma antes de Roland Garros, que também é disputado no saibro.

 


Aspirante a jornalista, escreve por prazer e necessidade. Apaixonado por esportes, gente e boas histórias. Observador 24 horas por dia e cronista nas horas vagas, alterna-se entre copos de café e cerveja, é otimista por natureza, realista por experiência e acredita no esporte para além do entretenimento, como possível ferramenta de transformação social.

FacebookLinkedInTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Luan Scanferla

Luan Scanferla

Estudante de jornalismo pela UFF, desde berço aficionado por futebol. Com o passar dos anos e o amadurecimento, me transformei em um apaixonado por ESPORTE. Sempre soube que em meu ofício o esporte deveria estar presente, mesmo que não como “ator”. Gosto de discussões acaloradas sobre o assunto, mas sempre com bom humor e trocadilhos em demasia.



Related Articles

Wawrinka e Nadal avançam nas semi e decidirão Roland Garros neste domingo

Em jogo alucinante, Wawrinka vence Murray e enfrenta Nadal, que atropelou Thiem, na final de Paris. Murray x Wawrinka: Suíço vence

Final do ATP de Roma esquenta briga por Roland Garros e mostra ascensão de novos talentos

Último título do tenista em Roma foi contra Federer, em 2015. Desta vez, o cenário é totalmente diferente (Foto: Reproução/ATP)

Tênis na Memória: Althea Gibson, pioneirismo que desafiou as elites

Althea Gibson: pioneirismo que desafiou as elites nos EUA. Primeira mulher negra no tênis e no golfe, Althea Gibson, símbolo

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido