Cinco motivos para apostar na iminente queda do Hamburgo

Cinco motivos para apostar na iminente queda do Hamburgo

O relógio do HSV está (mais uma vez) próximo do zero (Foto: ESPN)

Com um elenco limitado e com péssimas temporadas em sequência, a única equipe a disputar todas as temporadas da Bundesliga pode finalmente cair

Entra ano, sai ano e duas coisas no futebol alemão não mudam. A primeira é que o Bayern será campeão; a outra, que o Hamburgo brigará para não cair. Nesta temporada, a equipe ocupa o 16º lugar da Bundesliga, com 34 pontos e seis por disputar. Na última rodada, o Dino enfrentou o Mainz em um jogo de seis pontos, mas não conseguiu sair do 0 a 0, resultado que manteve a equipe na zona de playoffs de rebaixamento. A situação é crítica.

O clube se orgulha de ser o único a disputar todas as edições da Bundesliga (o Bayern nunca foi rebaixado, mas não disputou os dois primeiros campeonatos) e o próprio apelido da equipe faz referência à tradição e a idade do clube. A história do Hamburgo certamente é digna de orgulho por parte de sua torcida, mas a situação atual é tenebrosa: nas últimas seis temporadas, o Hamburgo terminou na parte de baixo da tabela em cinco. Por isso, a RISE Esportes traz cinco motivos que podem levar à queda do clube para a 2. Bundesliga nesta temporada.

     1. As péssimas sequências de jogos

É complicado se manter na briga para não cair quando a equipe “emplaca” uma sequência de derrotas. O Hamburgo só foi vencer seu primeiro jogo na temporada na 13ª rodada, em partida contra o já rebaixado Darmstadt fora de casa , que terminou em 2 a 0 – antes, foram oito derrotas e quatro empates. Depois, o Dino até conseguiu algumas vitórias seguidas, mas justamente neste final parece estar perdendo o fôlego, com três derrotas em sequência. Com dois jogos por disputar, a situação pode ficar dramática.

      2. A má campanha fora de casa

Se o Hamburgo ainda briga para escapar da degola, pode colocar boa parte da culpa na sua torcida. Dos 34 pontos conquistados pela equipe, 25 saíram em casa e apenas nove fora, o que confere ao clube a segunda pior campanha como visitante, à frente apenas do Darmstadt, que fez míseros três pontos nessa situação. Inclusive, uma das duas únicas vitórias fora de casa da equipe foi contra o Darmstadt. A outra parece ter sido um acidente de percurso: um 3×0 totalmente inesperado contra o vice-líder Leipzig.

      3. A falta de nomes de destaque

O Hamburgo até se reforçou bem nessa temporada, especialmente ao trazer jogadores brasileiros como os brasileiros Douglas Santos e Walace, ex-Atlético Mineiro e Grêmio, respectivamente. No entanto, é difícil esperar grandes coisas de uma equipe que tem o japonês Gotoku Sakai como capitão. O único destaque individual realmente empolgante é o já consagrado goleiro René Adler, que vem salvando a equipe há algumas temporadas.

      4. O baixo poder defensivo da equipe

Algumas equipes que brigam na parte de baixo da tabela possuem alguns indicadores razoáveis, enquanto outros são típicos de uma equipe que luta contra o descenso. É o caso do Mainz, que tem o mesmo número de gols do Freiburg (5º colocado), mas tem uma das piores defesas da liga. O problema é que este não é o caso do Hamburgo, que além de ter o segundo pior ataque do torneio (novamente à frente do Darmstadt), está empatado em número de gols sofridos com os lírios, totalizando 59. Um número extremamente preocupante.

       5. Os possíveis adversários nos playoffs

Ainda existe a possibilidade clara e real de salvação automática do Hamburgo, mas a tendência é de que o Dino dispute mesmo os playoffs de rebaixamento. Mainz e Wolfsburg tem jogos acessíveis nas duas rodadas finais – os lobos enfrentam o próprio Hamburgo no fim. Enquanto isso, a outra partida da equipe de escudo quadrado é contra o Schalke fora de casa, em desafio difícil. No entanto, a situação de decidir sua sorte no mata-mata não é novidade.

Em 2013-14, o gol fora de casa marcado por Pierre-Michel Lasogga salvou a equipe do rebaixamento após dois empates contra o Greuther Furth. Na temporada seguinte, um jogo digno de novela contra o Karlshuhe. Gol de Marcelo Díaz nos acréscimos levando para a prorrogação e o desempate de Nicolai Müller, com apenas cinco minutos restando para o apito final. Apesar disso, a disputa nesse ano promete ser mais difícil: o Stuttgart lidera o campeonato com 66 pontos, seguido por Braunschweig e Hannover 96, ambos com 63. O terceiro colocado irá duelar com o Hamburgo, mas a certeza é de um jogo difícil independentemente da equipe, ao contrário dos últimos adversários.

Muitos costumam dizer que a citação “time grande não cai”, tão famosa nas discussões Brasil afora, são apenas formas de provocar. No entanto, para uma equipe que possui um relógio em seu estádio celebrando o fato de estar sempre na primeira divisão, a falta de estabilidade preocupa e faz com que jogadores e torcedores se cobrem ainda mais. Talvez, o tal relógio seja na verdade uma bomba-relógio. E, do jeito como vão as coisas, bem próxima do zero.

Breno Peçanha

Breno Peçanha

Natural de São Gonçalo, estudante de jornalismo na UFF e estagiário do Globoesporte.com. Vascaíno fanático e torcedor do Leeds United em solo europeu, além de simpatizar com o St. Pauli na Alemanha. Uma das coisas que mais gosto é ler e contar histórias do futebol que pouca gente conhece, especialmente se der para colocar humor. Introvertido, apesar de tudo.


Tags assigned to this article:
BundesligaDinoHamburgorebaixamento

Related Articles

Raio-X: Em busca de toda a Europa – novamente

Depósito de “orelhudas”: as duas últimas duas foram para Madrid. A anterior ficou em Barcelona. Qual será o paradeiro de

Wolfsburg tem a obrigação de se manter na Bundesliga

Mario Gomez pode ser a salvação da temporada dos Lobos (Foto: Christian Charisius/dpa) Os lobos fizeram uma ótima temporada no ano

Bem-vindos à Estocolmo

Ajax e United fazem amanhã a final da Europa League, em Estocolmo, às 15h45, horário de Brasília. Confira as análises

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido