Especial NFL – Mock Draft 2017 (Parte II)

Especial NFL – Mock Draft 2017 (Parte II)
FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare

Ah, o Draft da NFL! O momento tão aguardado por muitos. Hora de saber o que os times vão fazer com as melhores (e com as nem tão boas) escolhas. Basta lembrar que Tom Brady e Russell Wilson passaram longe da primeira rodada, que Aaron Rodgers foi escolhido depois de Alex Smith e por aí vai… É o momento de esperança, frustração e daquele EMPOLGOU™ maroto. Tudo junto e misturado.

Para começar o aquecimento do evento que tem pontapé nesta quinta-feira (dia 27), a RISE Esportes vai lançar o famoso Mock Draft. Uma “brincadeira” onde imaginamos o que cada time pode/deve fazer com suas seleções no draft. Faremos a simulação da rodada mais importante, o Primeiro Round.

Teremos dois posts para dar nossos palpites e explicar a razão para cada escolha. Assim podemos falar um pouco do que cada time precisa, comentar sobre os jogadores disponíveis e, claro, fingir ser general manager das franquias da NFL por um dia.

Ontem foi dia do Vinícius Mathias dar seus pitacos de mestre. Hoje é a vez do Guilherme Porto trazer os seus “achismos” para o campo da bola oval. Preparados? Os caras acertam mais que o polvo Paul em época de Copa do Mundo! Lá vai então o segundo Mock Draft de NFL da RISE Esportes. Que lancemos mais touchdowns do que interceptações. Amém!

Round 1

1. Cleveland Browns – Myles Garrett (DE, Texas A&M)

Alguém, por favor, interna todo o staff dos Browns se a primeira escolha não for Myles Garrett. O cara é basicamente unanimidade, com grade de 7.6 no ranking dos calouros e primeira colocação disparada nas casas de aposta. Fugindo disso, OS BROWNS TÊM QUE ACABAR!

2. San Francisco 49ers – Jamal Adams (S, LSU)

Os Niners tem uma lista gigantesca de coisas a serem mudadas. Uma boa escolha para a segunda rodada seria o safety vindo de LSU, que vai ajudar muito se mantiver seus números da última temporada de calouro (dentre eles, 4 interceptações)

3. Chicago Bears – Marshon Lattimore (CB, Ohio State)

Com a possibilidade real de um trade down, os ursos de Chicago precisam de reforços pesados para a secundária. Numa divisão de QBs como Rodgers e Stafford (além do cara que ninguém liga Sam Bradford, dos Vikings), a melhoria da secundária fraca precisa de um bom CB e Lattimore é esse nome.

4. Jacksonville Jaguars – Leonard Fournette (RB, LSU)

Os Jags definitivamente precisam de um jogo corrido eficaz, e Fournette, é a solução para os problemas. Torcendo para os Niners (que também precisam de um cara desse naipe) não selecionarem o calouro, Jacksonville tem tudo para ser a nova casa do RB vindo de LSU.

5. Tennessee Titans (via Rams) – Solomon Thomas (DE, Stanford)

Os Titans tem que aproveitar muito bem a troca feita com os Rams e atacar com tudo a lista de opções. Para isso, uma boa escolha é um dos melhores DE’s da classe, Solomon Thomas, número 2 do ranking geral e provável novo parceiro de Mariota e cia.

6. New York Jets – O.J. Howard (TE, Alabama)

Os Jets precisam de várias mudanças e a temporada sob o comando de McCown pode ser mais proveitosa com melhorias nas opções de bloqueio e passe. O nome para os Jets é Howard, que vindo de Alabama tem tudo para levar os Jets ao Super Bowl ajudar bastante no ataque fraco da franquia.

7. Los Angeles Chargers – Mike Williams (WR, Clemson)

O nosso querido Rivers está na total sofrência por falta de opções de passe, apesar dessa mão abençoada que o vovô da NFL tem. Para ajudar ele, o nome é Mike Williams, um dos destaques do campeão Clemson, que vai adicionar velocidade e atleticismo ao playbook dos Chargers.

8. Carolina Panthers – Christian McCaffrey (RB, Stanford)

Cam Newton precisa certamente de um reforço para o seu jogo corrido, e, contrariando alguns prognósticos e pulando na frente de algumas opções, McCaffrey deve ser a escolha dos Panthers. O motivo? Um melhor encaixe na proposta do playbook de Ron Rivera com as características do jogador podem fazer o 4º RB da classe ser, na verdade, o primeiro escolhido.

9. Cincinnati Bengals – Jonathan Allen (DE, Alabama)

O cara é bom! Não tem muito o que explicar. Os Bengals precisam urgente de um reforço para a linha, e Allen, é top 3 da posição. Se não fosse Myles Garrett (que não deveria nem entrar na contagem), o cara poderia ser até o melhor da classe. Mas, mesmo não sendo, é uma escolha necessária e acertada se vier a ser feita.

10. Buffalo Bills – Gareon Convley (CB, Ohio State)

O motivo para minha aposta ser de Gareon Convley nos Bills é simples e direto: com a saída de Stephon Gillmore para os Pats, nada melhor do que um cara parecido e com potencial reconhecido para o seu lugar. Carentes de opção e com saudades do cornerback das trancinhas, Buffalo deve pegar o jogador de Ohio State na 10ª escolha.

11. New Orleans Saints  – Marlon Humphrey (CB, Alabama)

Os Saints são a franquia carente de defesa da liga. O pior desempenho na última temporada faz o time apostar em boas opções. Humphrey certamente será uma delas e minha aposta vai para ele nessa escolha.

12. Cleveland Browns (via Eagles) – Mitchell Trubisky (QB, North Carolina)

Os Browns, se tiverem a sorte de ainda ter Trubisky disponível, não podem vacilar. É a escolha certa e vão perder um grande nome não apostando no calouro vindo de North Carolina. Afinal, precisam de tudo e um excelente QB é um passo fundamental.

13. Arizona Cardinals  – Reuben Foster (LB, Alabama)

A defesa dos Cardinals já é boa, mas para contrariar a projeção do Vinícius, a minha aposta vai para um excelente LB vindo de Alabama. Não tendo mais Trubisky à disposição, os Cardinals devem apostar em outra posição para reforçar e ele deve ser a escolha.

14. Philadelphia Eagles (via Vikings) – Tre’Davious White (CB, LSU)

As águias de Philadelphia tem alguns problemas defensivos e de WR. Mas, como a princípio, a solução para recepção já veio de outras contratações, um CB promissor não faz mal a ninguém. White é atlético, forte e deve ser a escolha 14.

15. Indianapolis Colts – Takkarist McKinley (DE, UCLA)

A pressão aos QBs dos Colts é sofrível. A solução vem de UCLA. Aliado a força e velocidade, McKinley vai ficar na cola dos quarterbacks adversários e aumentar o poder de pressão da fraca defesa de Indianapolis.

16. Baltimore Ravens – Cam Robinson (OT, Alabama)

Sabe aquela legítima definição de armário? Pois bem. Cam Robinson é com certeza um excelente exemplo disso. Com mais de 2 metros de altura e levíssimos 146 quilos de pura proteção aos tornozelos de Joe Flacco.

17. Washington Redskins – Malik Hooker (S, Ohio State)

Malik Hooker pode ser uma dupla interessante para Josh Norman na defesa dos Redskins. Rápido, atlético e com números satisfatórios, a secundária de Washington, que não é lá essas coisas, deve melhorar se o cara for escolhido.

18. Tennessee Titans – Corey Davis (WR, Northern Michigan)

Corey Davis é discutivelmente o melhor WR da classe. Para os Titans, que já pegaram Solomon Thomas em uma escolha alta, seria um prognóstico dos sonhos. O cara vai ter até aperto de mão personalizado com o Mariota e vai chegar botando fogo no playbook da franquia.

19. Tampa Bay Buccaneers – Dalvin Cook (RB, Florida State)

Seguindo a maior parte dos especialistas da NFL, apostar em Dalvin Cook jogando com Jameis Winston e sua trupe não seria nada mal. Forte, com números de dar inveja e personalidade quente, digamos que vermelho combina com o jogador de Florida State.

20. Denver Broncos – Ryan Ramczyk (OT, Wisconsin)

As opções para linha ofensiva estão meio escassas. Apostar em Ramczyk pode ser uma das poucas escolhas bem feitas para a posição, e, os Broncos, não podem deixar passar um bom reforço para sua proteção.

21. Detroit Lions – Jarrad Davis (LB, Florida)

Detroit tem linebackers fracos. Jarrad Davis é uma excelente opção para suprir a necessidade do time, que, se bobear, vai perder um grande destaque do futuro na liga.

22. Miami Dolphins – Forrest Lamp (OT, W.Kentucky)

Forrest Gump Lamp é a solução para a linha ofensiva do nosso queridão Dolphão da Massa. A sofrência está grande na proteção a Ryan Tanehill, que tem se machucado mais que o Valdívia quando jogava no Palmeiras. Lamp certamente vai ajudar.

23. New York Giants – David Njoku (TE, Miami)

Njoku, além do seu sobrenome maneiro e seu cabelo estiloso, tem muito a oferecer como opção de passe para Eli Manning. Ops… fui interceptado!

24. Oakland Raiders – Jabrill Peppers (LB, Michigan)

O cara é forte, atlético e pressiona o QB como poucos. Eu poderia estar falando do Khalil Mack, mas o cara do draft é Jabrill Peppers. Aliás, que bela dupla, não?

25. Houston Texans – Patrick Mahomes (QB, Texas Tech)

Já que na última temporada o staff dos Texans tava mais perdido que o Eagles nos playoffs, Mahomes pode ser a solução depois de contratar o Osweiler (?) e mandar a fera para os Browns como atestado de burrice.

26. Seattle Seahawks – Garett Bolles (OT, Utah)

Seattle precisa de uma proteção para o menino Wilson. O camisa 3 passou metade da temporada sofrendo com pancadas e se machucando por consequência. Bolles chega para ajudar

27. Kansas City Chiefs – DeShaun Watson (QB, Clemson)

Sim, DeShaun Watson sobrou para a 27ª posição apenas. Precisando de um bom QB, Kansas City vai fazer um excelente negócio pegando o campeão do último ano de college. Depois do interesse no atleta, minha aposta, apesar de arriscada, vai para Watson nos Chiefs.

28. Dallas Cowboys – Adoree’ Jackson (CB, USC)

Com a saída de Morris Claiborne para os Jets, a referência da posição se perde. Jackson, vindo de USC, pode ser o que procura o time sensação da última temporada. Até porque, se dois calouros já deram certo, porque não mais um?

29. Green Bay Packers – T.J. Watt (LB, Winsconsin)

Sofrendo (ou não) com a sombra do irmão famoso, T.J. Watt tem bons números na universidade e vai ajudar Green Bay a melhorar essa defesa mediana. Se jogar metade do que joga J.J, o menino vai longe. Ou melhor, vai jogar os QBs longe.

30. Pittsburgh Steelers – Obi Melifonwu (S, Connecticut)

Depois de um combine interessante, apesar de não estar tão bem posicionado no ranking dos calouros, aqui vai mais uma aposta arriscada: Obi Melinfonwu. O garoto é liso e vai melhorar a secundária, que já é boa, dos Steelers.

31. Atlanta Falcons – Taco Charlton (DE, Michigan)

Taco Charlton é um cara grande e até certo ponto ágil para fazer companhia para Vic Beasley, monstro na posição e dono do time. Certamente vai ajudar a evitar viradas épicas em Super Bowl.

32. New Orleans Saints (via Patriots) – John Ross (WR, Washington)

Já que na última temporada a experiência de pegar WR no draft foi boa e a posição ainda precisa de reforços, porque não repetir a dose? John Ross é uma excelente opção para a segunda escolha dos Saints e deve repetir a boa temporada do calouro Michael Thomas, isso se não melhorá-la.

É isso! Concordam, discordam ou muito pelo contrário? Deixe sua opinião e faça seu Mock Draft também! Mas cuidado: é altamente viciante!

FacebookTwitterFacebook MessengerWhatsAppShare
Guilherme Porto

Guilherme Porto

Algo entre o famoso soccer e o lacrosse universitário da Irlanda do Norte me interessam. A paixão por esportes (lê-se quase todos), acompanhada de uma boa resenha e uma cerveja gelada me encantam bastante. E, apesar de não podermos beber aqui, o resto garanto passar com agilidade e muita informação.



Related Articles

NFL – Análise da Temporada: Detroit Lions

Lions e a maldição: será que ela acaba nessa temporada? (Foto: Divulgação/Detroit Lions) Pipocagem na hora errada e a maldição

NFL – Prévia de Divisão: AFC Oeste

Será um embate entre o ataque de Oakland e a defesa de Denver? (Arte: Equipe RISE Esportes) Vinda de uma

NFL – Prévia de Divisão: NFC Leste

A NFC Leste promete pegar fogo mais uma vez (Arte: RISE Esportes) Com dois confrontos logo na rodada inicial, incluindo

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

error: Couteúdo protegido